Minha grande amiga Claudinha Silva.

          Acredito muito que viemos neste mundo para melhorar, desenvolver a cada dia como ser humano. Penso também que viemos em núcleos determinados com pessoas que teríamos que resolver pendências de outras vidas, tentar amenizar problemas e tirar grandes lições. Mas a coisa não é tão simples assim tem pessoas que vieram juntos de você, ligadas até por laços sanguíneo, e que você joga para o universo e reza muito para nunca mais conviver.

        Mas Deus é perfeito e nunca te deixa na mão, tenha sempre certeza disso, pessoas maravilhosas entraram em sua vida e com certeza lacram aquela lacuna deixada por entes um dia queridos.

       Sou uma pessoa abençoado e agradeço a Deus sempre por isso, tenho grandes e amados amigos, povo bom de alma limpa, uma turma pra lá de especial.

       Entre esta turma do bem hoje vou narrar uma dessas pessoas especiais uma loirinha que foi chegando e apossou do meu coração, simples assim uma grande irmã de alma.

       Essa menina de valores especiais não poderia ser diferente, nascida e criada ali na Rua Nações, na beirada do córrego do bairro pegando girino no vidro pensando ser peixinho, correndo atrás da bola no meio da poeira, jogando finca, bola de gude e tudo mais ligado a meninos pois na sua rua tinha apenas uma amiguinha. Caçula de uma grande família aprendeu cedo a arte de vender, o comercio está na veia e a simpatia na maneira de ser.

       Verdadeira batalhadora correu e corre atrás de seus sonhos, nunca soube dizer não, tendo por isso alguns probleminhas no percurso. Nada que não pode aprender a lidar e agora está ficando fininha neste quesito, nunca é tarde para conquistarmos direitos e vontades.

       Sempre atendo alguém que me procura dizendo: Quem me falou de você foi uma grande amiga sua, ou assim, me mandaram te procurar e me disseram que você é o melhor no que faz.

      Em tempos difíceis em que perdemos a confiança e o respeito pela pessoas, encontrar uma pessoa especial como esta é um presente de Deus.

     Quem conhece já sabe de quem estou falando, esta loirinha arretada é minha querida amiga, irmã de alma, Claudinha Silva, aquela da Tribo Urbana da turma da Reivax, pessoa com brilho próprio. Parabéns minha querida pelo seu dia, por ser simples assim uma pessoa iluminada.

       Feliz de tê-la como minha, fácil assim minha grande amiga.

       E continuamos aqui na TOK EMPREENDIMENTOS Rua Cristal 120 , centro.                     

© 2009-2019. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.