Marllon Almeida 04 de Julho

Mídias Sociais nas Empresas

Marllon Almeida

Jornalista e Articulista

As mídias sociais já são um fenômeno consolidado no Mundo. Cada vez mais empresas se adaptam a essa nova realidade, utilizando-as como ferramentas de comunicação profissional. Porém, essa nova vertente da comunicação ainda divide opiniões entre os grandes executivos. Alguns acham que a empresa precisa das mídias para boa visibilidade e outros acreditam que elas são ferramentas de pouca segurança e preferem não arriscar.

Porém, o fator que precisa se levado em conta no momento de decidir entre estar ou não nas redes virtuais, são os consumidores. São eles que definem a necessidade de encontrar as empresas e seus produtos na mídia. Em meio a Era da tecnologia e rapidez da informação, fica evidente a necessidade de uma corporação, que deseja visibilidade, se apresentar em uma mídia social. Assim, cabe à empresa apenas se concentrar em planejar bem essa comunicação.

Para isso, é importante inicialmente entender o funcionamento dessas mídias sociais e o elemento que está associados a elas: A mudança de atenção do consumidor. A comunicação das empresas sempre foi centrada nas mídias impressas e televisivas, porque eram nessas plataformas que estavam focadas todas as atenções do consumir.

Mas o comportamento do consumidor mudou. Hoje ele está centrado nas pessoas através das mídias sociais. Eles trocam informações entre si, conversam sobre suas experiências, histórias, seus produtos e empresas preferidos virtualmente. São nessas redes que esses consumidores se relacionam entre si. São nelas que as pessoas se tornam produtoras e consumidoras de informações, tanto profissionais como individuais. Por isso, é de suma importância que as empresas participem e trabalhem nas mídias sociais, porém, focadas no relacionamento com uma rede de pessoas.

Outro ponto importante que as empresas precisam notar é que não se deve trabalhar nas mídias pensando somente no cliente, já que os colaboradores da corporação também usam a ferramenta nas suas casas, e ignorar esse fato pode ser tão perigoso quanto não participar das redes virtuais. Portanto, o desafio é planejar a comunicação de forma integral, notando não somente a mudança do consumidor, mas também a diversidade de público que as informações alcançam: o Consumidor, o Colaborador, o Gestor e o Influenciador.

Hoje, uma pessoa pode exercer diferentes papeis dentro das mídias. Ela pode ser consumidor de algumas empresas, gestor de informações de empresas de terceiro e até influenciador nas redes sociais. Por isso, as empresas necessitam além de incluir as mídias sociais como simples ferramenta de marketing, planejá-la considerando quatro papeis importantes: A gestão de Comunicação Empresarial, Gestão do marketing digital, Gestão da comunicação pessoal e Gestão do conhecimento.

Cada uma delas tem uma função importante na utilização da mídia social com ferramenta de comunicação. A Gestão de Comunicação Empresarial foca na presença da empresa nas mídias sociais com monitoramento, comunicação institucional e gerenciamento de crises. A Gestão de Marketing Digital é focada no consumidor e estabelece o relacionamento da marca com os consumidores. A Gestão da Comunicação Pessoal é voltada aos colaboradores, estabelecendo questões éticas e de responsabilidade com suas redes sociais. Já a Gestão do Conhecimento, foca na circulação das informações e do conhecimento abrindo caminho estratégias mais eficientes e inovadoras, baseadas em mídias sociais corporativas internas.

Operando com esses quatro papeis essenciais, é possível desenvolver um planejamento de comunicação empresarial eficaz nas mídias. Fazendo com que a empresa consiga interagir de forma moderna e atual e tenha ainda mais visibilidade para os seus consumidores, clientes e colaboradores. Uma comunicação moderna e virtual é essencial para a sobrevivência da empresa.

 

© 2009-2018. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.