Ômar Souki 04 de Julho

Substitua o ataque pelo amor

Ômar Souki*

No filme O discurso do rei, o fonoaudiólogo Lionel Logue, interpretado por Geoffrey Rush, diz: ”Por que você tem tanto medo de ser rei? Essa talvez seja a solução!”. Ele estava conversando com o futuro rei George VI, interpretado por Colin Firth. Antes de George VI assumir o trono, havia um problema sério: seu irmão (o rei anterior) era uma pessoa desequilibrada. Não tinha nem a confiança nem a admiração dos ingleses. E a Inglaterra precisava de um líder forte, pois estava sob a ameaça da Alemanha que queria dominar a Europa. Isso aconteceu durante a II Guerra Mundial. Mas, o segundo na linha de sucessão, o irmão do rei, era gago. Lionel Logue foi, então, contratado para tratar da gagueira daquele que se tornaria rei George VI.  Mas ele ressentiu-se quando ouviu a verdade: ”Por que você tem tanto medo de ser rei? Essa talvez seja a solução!”.

Não era para menos, ele tinha mesmo que ter medo de ser rei. Como comunicar-se com seus súditos? Mal conseguia falar uma frase inteira. Sentiu-se humilhado e tomou aquele comentário como um ataque, ao qual respondeu assim: “Eu sou filho de rei. Sou irmão do rei. Você é filho de um cervejeiro. Pastor frustrado. Você não é ninguém!”. Ele contra-atacou!

Essa cena é um retrato do cotidiano nos lares e nas empresas. Ao ataque verbal, respondemos com ataques mais violentos ainda. A língua — nossa arma mortal — não  consegue ficar quieta. Quando somos agredidos, ela se torna uma faca afiada. Manejamos a língua como os gladiadores conduziam suas espadas. A cada ataque que recebemos nos sentimos na obrigação de responder. Fomos ensinados assim. Quando eu era criança, escutava de meu pai: “Filho, não traga desaforo para casa!”.

Responder ataque com ataque é colocar mais lenha na fogueira. Se o nosso interesse é a excelência nos relacionamentos, jamais devemos adotar essa atitude. Pelo contrário, devemos substituir o ataque pelo amor, pela compreensão. É importante entender que todo ataque é um pedido de socorro. Por que o futuro rei atacou seu terapeuta? Por que ele mesmo estava carente. Todas as esperanças estavam sobre ele, mas tinha medo de conduzir uma nação com a sua gagueira. A história teve um final feliz por que Logue e seu pupilo se reconciliaram. A competência de Logue foi reconhecida e o rei gago George VI lhe pediu que o ajudasse na tarefa mais difícil de sua vida: pronunciar o discurso de declaração de guerra à Alemanha. Seria um discurso escutado, pelo rádio, por todo o mundo. Através de muita dedicação, e do trabalho conjunto de professor e aluno, o discurso foi pronunciado em sua íntegra! Foi um sucesso!

Da próxima vez que você for atacado verbalmente, pare! Pense bem. Faça-se as seguintes perguntas: “Qual é a real necessidade dessa pessoa? Qual é a frustração que a levou a me atacar? Como poderei atender a esse pedido de socorro?”. Jamais contra- ataque!

*Ômar Souki

Ph.D. em comunicação pela Ohio University, Souki publicou 40 livros. Escreve para várias revistas e jornais e ministra palestras no Brasil e exterior. Seu foco é o desenvolvimento integral do ser humano.

Contatos: wowsouki@yahoo.com.br, www.souki.com.br

© 2009-2018. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.