Em entrevista exclusiva, Nita Strauss diz que está ansiosa para tocar no Brasil

Desde que rock ‘n’ roll existe, as mulheres desempenharam um papel importante no desenvolvimento e modelagem desse estilo. Desde os primeiros anos, podemos pensar em nomes como: Aretha Franklin, Tina Turner, Janis Joplin, Grace Slick, Stevie Nicks. Passou o tempo, mais e mais mulheres começaram a surgir na cena do Rock n’ Roll. Bandas e músicos como The Runaways, Heart, Annie Lenox e Joan Jett; governaram os anos 80. Essas mulheres, entre muitas outras, ano após ano, trouxeram o “Girl Power” ao gênero de rock. Muitas se tornaram uma grande influência sobre os artistas de sua geração e os nossos. Muitas são autoras de alguns dos maiores hinos do rock and roll e o motivo do sucesso de suas bandas.

 

Não. Este não será um artigo depressivo/triste. Estamos falando de mulheres poderosas, que inspiram a todos, homens e mulheres. E temos o exemplo perfeito: Nita Strauss. Como todos sabem, e para aqueles que não, Nita é membro da banda ‘Alice Cooper’. Não só ‘Alice Cooper’, Nita faz/fez parte de muitas bandas e projetos bem-sucedidos, como ‘The Iron Maidens’, ‘LA KISS’ e ‘We Start Wars’, entre muitas outras grandes colaborações para as quais trabalhou.
 

Setembro será um mês interessante para a América do Sul. Muitas bandas irão visitar este lado do continente em alguns alguns festivais a serem realizados. Alice Cooper tocará em três datas no Brasil com sua banda. Nós falamos com Nita e lhe fizemos algumas perguntas sobre a turnê, a banda, ela mesma e sua carreira.
 

Como uma mulher que trabalha na “indústria do rock” como você, eu entendo como esta cena pode ser um pouco difícil para nós, pelo menos na América do Sul ainda é um pouco estranho que as mulheres estejam envolvidas com Rock ‘N Roll. Você pode descrever como foi sua experiência, e quanto mudou desde que você deu sua primeiros passos até onde você está agora? Tem sido difícil? Você sente como se fosse difícil para as mulheres ganharem algum território no mundo do Rock ‘N Roll, ou foi um caminho oposto para você?
 

Definitivamente mudou muito desde quando entrei na indústria. Há 15 anos, eu estava sendo convidada a deixar o camarim, como era “apenas para membros da banda, não namoradas”. Agora, é muito mais comum que as mulheres estejam em bandas. Eu acho que os músicos ainda têm muito a provar, mas está melhorando. 

 

Quando eu descobri que você iria se juntar a Alice Cooper, eu fiquei muito feliz por isso! Quais foram seus sentimentos quando você foi proposta para se juntar à banda? Como tem sido tocar com uma lenda tão grande como Alice Cooper? Como se sente para ser a única menina a tocar na banda? O que você diria que é a principal diferença entre tocar em uma banda de garotas como Iron Maidens e tocar com Alice Cooper?

 

Fiquei honrada e feliz demais quando recebi a ligação! Tem sido uma incrível experiência de aprendizagem com Alice. Os caras realmente me tratam mais como uma irmã mais do que qualquer coisa... É uma família tão grande que temos aqui na estrada. Sinceramente, não sinto muita diferença tocando nessa banda e na Iron Maidens... Exceto talvez que os monstros sejam um pouco maiores no show agora! (risos)
 

Você esteve envolvida em muitos projetos interessantes. definitivamente fez grandes passos que muitos guitarristas só podem sonhar. Qual é o momento que você diria que nunca esquecerá?

Eu acho que, mais recentemente, a maior conquista vem sendo lançar minha primeira música solo, ‘Pandemonium’. A música conta uma história verdadeiramente pessoal sobre minha própria vida, e lançar isso é algo que eu me orgulho muito. Estou ansiosa para lançar mais músicas instrumentais solo no futuro. 

Como você se sente sobre vir para a América do Sul este ano? Você já esteve aqui antes, certo? O que você espera dessa turnê? Você sabe  que #VamosMusicalizar é um site brasileiro, o que você está realmente ansiosa para ver no Brasil? 
 

Estou muito, muito animada para voltar para a América do Sul! Definitivamente ansiosa para ver os fãs, alimentos e cultura brasileiros! Alguns dos meus shows favoritos da minha vida foram na América do Sul.

 

ALICE COOPER NO BRASIL

A lenda do rock n' roll Alice Cooper vem ao Brasil em setembro, para uma série de três shows, no Rio de Janeiro (Rock in Rio - 21/09), Curitiba (Live Curitiba - 24/09) e São Paulo (São Paulo Trip - 26/09). Apesar da grande procura, ainda há ingressos disponíveis para os shows de Curitiba e São Paulo, que podem ser comprados pelos sites: Disk Ingressos (Curitiba) Ingresso Rápido (São Paulo).

ENTREVISTA COMPLETA

 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.