quarta-feira, 16 de Maio de 2018 11:32h

Acusados de homicídio devido a triângulo amoroso são condenados em Carmo do Cajuru

Crime foi registrado em novembro de 2015 na cidade

O Tribunal do Júri decidiu pela condenação de três homens envolvidos no homicídio de Glaydson Silva Silvério, de 33 anos, ocorrido em novembro de 2015, na cidade de Carmo do Cajuru, em crime motivado por ciúmes após um triângulo amoroso. 

Romeu Herculano de 67 anos, seria o mentor do crime e foi condenado a 28 anos e oito meses de prisão.   David Leandro da Silva Alves de 21 anos, namorado da sobrinha de Herculano, foi condenado a 21 anos e 8 meses e Lorivaldo Rodrigues de Oliveira, que hoje tem 19 anos e na época 17 e que teria sido o pivô do crime,  foi condenado a ficar preso até os 21 anos de idade. Ele já havia cumprido 45 dias de pena em Centro de Ressocialização.

A história

Inicialmente a polícia trabalhou com a hipótese de o crime estar ligado ao tráfico de drogas mas no decorrer das investigações descobriu que o motivo era um triângulo amoroso no qual estariam envolvidos Romeu, Lorivaldo e Glaydson.

Segundo o que foi apurado, Lorivaldo mantinha relacionamento sério e estável com Glaydson mas não queria  continuar o namoro e por várias vezes havia tentado romper a relação, o que o parceiro não aceitava.  Romeu, tinha interesse em namorar Lorivaldo e várias vezes o visitava, o que estaria causando ciúmes em Glaydson.

Para se livrar de Glaydson, Lorivaldo e Romeu então arquitetaram o plano para matá-lo e para auxiliar chamaram o namorado da sobrinha de Romeu, David, que se juntou aos dois. 

Eles combinaram que Lorivaldo iria atrair Glaydson para a trilha da Laje de Pedra que dá acesso ao bairro Bonfim, em Carmo do Cajuru. Enquanto isso, Romeu e David ficariam escondidos no mato esperando a chegada da vítima. O contato foi feito por telefone e Glaydson se dirigiu para o encontro.

No local combinado, a vítima foi agredida com golpes de faca e pauladas, desferidos por David e Romeu. Segundo o apurado durante todo o tempo Lorivaldo  ficou assistindo a cena sentado.  Após matar Glaydson eles fugiram levando o telefone celular do mesmo.

Fonte -  Sistema MPA de Comunicação

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2018. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.