quarta-feira, 13 de Março de 2019 13:58h Portal G37

Canal Anticorrupção da OGE recebe denúncias de práticas ilícitas na administração estadual.

Corrupção passiva, fraude e vantagem indevida são manifestações recebidas pelo canal da Ouvidoria-Geral desde sua criação.
No dia 20 de fevereiro, a Ouvidoria-Geral do Estado abriu novo canal para o recebimento de denúncias sobre atos lesivos ao patrimônio estadual e à administração pública de Minas Gerais. Em 15 dias de atendimento, a OGE registrou 14 denúncias, sendo sete de corrupção passiva, três de fraude em licitação, três de fraude em contrato e uma de vantagem indevida.
 
As manifestações chegam até a Ouvidoria pelo e-mail específico e por todos os outros canais de interlocução entre o cidadão e o Estado. O atendimento faz uma triagem e encaminha as denúncias para a Ouvidoria Especializada de Fazenda, que envia para a Controladoria-Geral do Estado (CGE), onde são apuradas. No caso de denúncias que envolvem as Polícias Militar e Civil e o Corpo de Bombeiros, as demandas são destinadas às corregedorias de cada corporação.
 
O canal, aberto a todos os mineiros que queiram denunciar irregularidades na administração pública, também tem a função de aperfeiçoar a efetividade e a agilidade no tratamento das manifestações. “O Canal Anticorrupção é uma ferramenta que permite à população participar ativamente do combate à corrupção no Estado. Proporciona ao cidadão, pagador de impostos, a participação efetiva no processo de soberania popular”, enfatiza Simone Deoud, ouvidora-geral do Estado. 
 
Serviço:

Canal Anticorrupção:
E-mail: canalanticorrupcao@ouvidoriageral.mg.gov.br
 
Outros canais: 

Site
www.ouvidoriageral.mg.gov.br 

Disque-Ouvidoria: 162

WhatsApp:
(31) 99802-9713 
 
Atendimento Presencial e Carta:
Cidade Administrativa Presidente Tancredo Neves - Rod. Papa João Paulo II, 4001 – Edifício Gerais - 12º andar – Belo Horizonte (MG)
 

© 2009-2019. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.