terça-feira, 12 de Junho de 2018 17:26h

Estudantes da EE José Manoel coletam relatos sobre sua comunidade em visita ao Lar Santo Ambrósio de Araújos

Em um exercício de valorização da história da região onde vivem, alunos do 7º ano da EE José Manoel visitaram, no dia 9 de junho, o Lar Santo Ambrósio de Araújos. O objetivo da visita foi estimular os estudantes a conhecerem a história de sua comunidade por meio do relato de antigos moradores, descobrindo-os como parte da construção indenitária do município.

 

Além de entrevistarem os idosos para a produção de um texto de memórias literárias, os alunos se divertiram junto com os moradores do Lar Santo Ambrósio assistindo à apresentação do conto “O Caso dos Espelho”, do autor Ricardo Azevedo, narrado pela inspetora escolar Rosângela Leonardo. Estudantes e idosos também compartilharam um lanche comunitário. O projeto foi desenvolvido pelas professoras de Língua Portuguesa Flávia Teles e Isaura Cristina da Paz.

 

“As histórias transmitidas pelo contato, pelos olhares e gestos podem unir moradores de um mesmo lugar e fazer com que cada um se sinta parte de uma mesma comunidade. O encontro dos idosos com os alunos possibilitou essa união e foi uma experiência humanizadora”, comenta Patrícia Silva Cardoso, professora de História e que atua como vice-diretora da escola.

 

Encontro de gerações

Atentos a todas as histórias contadas pelos idosos, os estudantes se surpreenderam com as lembranças narradas por eles. Em contrapartida, os idosos se sentiram valorizados, agradecendo aos visitantes pela atenção com seus saberes que, muitas vezes, contrastam com a realidade vivida pelos jovens na atualidade. Um trecho da entrevista concedida pelo senhor Antônio Cardoso da Silva aos alunos da escola demonstra a riqueza deste encontro de gerações:

 

“- Do que o senhor gostava de brincar?

- De boizinho, cavalinho de pau. A gente pegava a cabacinha e furava com um palito para fazer o boizinho.

- E como era o cavalinho?

- Ah! A gente pegava um pedaço de pau, tipo o cabo da vassoura, e fazia o corpinho. A cabeça era feita com um pedaço de cana, cortava os lados dela para fazer a orelhinha do cavalo e passava uma cordinha para ser o freio. Depois a gente saía correndo, cavalgando pela roça”. 

 

Rosângela Leonardo, inspetora escolar da SRE Divinópolis, ressalta que a experiência da visita muito gratificante para todos os envolvidos. “Tinha jovens de setenta, oitenta e também de treze anos... Além daqueles de trinta, quarenta ou cinquenta. E tinha uma proposta de unir, de compartilhar, de conhecer e de se interessar. E para mim ficou a gratidão de poder fazer parte”, afirma Rosângela.

 

A visita ao Lar Santo Ambrósio de Araújos faz parte de uma proposta pedagógica interdisciplinar que visa despertar a cidadania colocando os discentes em contato com a realidade social de sua região. As atividades extraclasse são também trabalhadas em sala de aula, realizando-se pesquisas complementares, debates, relatos, apresentações e produções textuais.

© 2009-2018. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.