quinta-feira, 29 de Novembro de 2018 22:01h Atualizado em 30 de Novembro de 2018 às 05:39h. Letícia Ferreira

Cleitinho e tribuno trocam farpas durante reunião

Velasco acusou o vereador de falta de humildade e decoro

E a chapa esquentou no Plenário da Câmara Municipal, na tarde desta quinta-feira (29). Isso por que o tribuno do dia, Ambrósio Brasil Velasco resolveu atacar o vereador Cleitinho Azevedo, que é claro, não deixou por menos. O tribuno iniciou sua fala citando uma conhecida frase de Abraham Lincoln: “Quer conhecer um homem, lhe dê poder” e, logo em seguida, acusou o vereador Cleitinho de falta de decoro, dizendo que o parlamentar não é humilde.

 

O tribuno relatou durante a sessão na Tribuna Livre, que o vereador esteve em São Gonçalo do Pará no período eleitoral para uma reunião com os servidores municipais para discutir sobre o atraso nos salários dos trabalhadores da educação, e ao chegar no local, segundo o fotógrafo, Cleitinho desconsiderou a presença de alguns vereadores, inclusive o presidente da Casa, e sequer os cumprimentou.

 

Velasco afirmou que o vereador não tem humildade. “Falta decoro, humildade, falta você saber que aqui em Divinópolis estão passando pelo mesmo problema”, afirmou e completou: “Se quer ser salvador da pátria, vamos começar pela nossa cidade”.

 

O fotógrafo ainda durante a sua fala, declarou: “Porque você Cleitinho, não segue o exemplo do nosso governador eleito, Romeu Zema?”  

 

“Você agora achou um vereador de verdade”

 

E aconteceu o que todos previam, o vereador que não tem papas na língua, disparou, antecipando seu pronunciamento. “Você está acostumado com os vereadores desonestos que tem aqui em Divinópolis”. O vereador não tem que dar cesta básica ou pagar contas de água” afirmou.

 

Azevedo acusou Velasco de abordar os vereadores para tentar vender fotos por R$ 1 mil. “Como que doa salário se tem gente que vem aqui pedindo R$1 mil, extorquindo vereador”, disparou.

 

O parlamentar usou ainda um dito popular para atacar o tribuno. “Como diz o ditado, o que a mão direita faz, a esquerda não precisa saber”, expondo que boa parte do seu salário, é doado a Comunidade Sacramento de Amor. “Eu desafio o senhor a ir comigo no Sacramento de Amor e doar a mesma quantia que eu”. O montante não foi divulgado pelo futuro deputado.

 

 

 

 

© 2009-2018. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.