quarta-feira, 6 de Junho de 2018 15:54h Portal Gazeta do Oeste

Deputado Fábio Avelar vota a favor de Projeto que propõe a redução do combustível em Minas Gerais

Projeto é analisado e aprovado pela Comissão de Desenvolvimento Econômico, da qual o Deputado é membro efetivo, da ALMG.

O Deputado Fábio Avelar participou, nessa terça-feira, dia cinco de junho, de uma reunião da Comissão de Desenvolvimento Econômico, na Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG) para discutir a proposição que altera Projeto de Lei n°3.807/2016. Na ocasião, foram discutidos todos do pontos da proposta de redução da alíquota do Imposto sobre a Circulação de Mercadorias e Prestação de Serviços (ICMS) sobre a gasolina, o álcool e o gás natural veicular (GNV) no Estado. A proposta foi aprovada e segue agora para a Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentária.

Membro Efetivo da Comissão, o deputado Fábio deixou claro seu apoio e empenho para a redução dos impostos em Minas Gerais, votando a favor da Proposição. “Essa Comissão acabou de aprovar uma matéria de muita importância para o cidadão mineiro. Minas Gerais é o estado com a maior malha viária do Brasil e o escoamento de toda a produção, seja ela industrial ou do pequeno produtor, é feita por meio rodoviário. Toda e qualquer variação nos preços desses combustíveis acabam impactando diretamente no preço final dos produtos, uma vez que, com o combustível mais barato, o produtor gasta menos com o frete, com o deslocamento e escoamento da mercadoria. Isso sem falar no trabalhador que utiliza o seu veículo para se deslocar, ou até mesmo para trabalhar”, afirmou o deputado durante a reunião.

O deputado Fábio Avelar ainda utilizou na reunião seu próprio exemplo, ao afirmar que sabe o quanto o valor do combustível tem influência na vida de todos. “Sei o quanto o valor do combustível impacta na vida do trabalhador mineiro, até por que vivo isso na pele. Eu não utilizo do auxílio-moradia e, por isso, rodo quase 300 Km por dia, vindo para a ALMG e voltando para Nova Serrana”, disse ele.

A aprovação de tal medida, pela Comissão de Desenvolvimento Econômico, certamente será de grande valia para Minas Gerais como um todo.

O PL, que foi aprovado pela Comissão, na forma do substitutivo nº 2, segue agora para apreciação da Comissão de Fiscalização Financeira e Orçamentaria da ALMG.

A proposta, que prevê a alteração no Projeto de Lei n°3.807/2016, favorece os consumidores, especialmente, os taxistas, motoristas de aplicativos e vans que utilizam o GNV como combustível. As porcentagens do imposto seriam alteradas: de 31% para 29% para a gasolina, de 16% para 14% para o álcool e de 18% para 12% para o gás veicular.

 

 

© 2009-2018. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.