quinta-feira, 12 de Outubro de 2017 08:07h Roberto Clementino

Política & Cia por Roberto Clementino

QUER PREMIAR A COPASA? PEÇAM A RESCISÃO DO CONTRATO

A Copasa está tranquila em sua zona de conforto. Pa­gou apenas R$ 27.700 milhões pelo sistema de tubulação de esgoto de Divinópolis e por isso pode cobrar 50 % do valor gasto com água, só porque transporta o nosso es­goto doméstico até o rio. O que será uma tarefa difícil é a construção do sistema de tratamento de esgoto. Avaliam: a Empresa terá que construir uma rede de interceptores em todos os riachos que recebem esgotos em nossa ci­dade. Esta rede será direcionada para os interceptores maiores que terão que ser construídos nas margens do rio Itapecerica, que a partir de então não poderá mais receber o esgoto doméstico e nem o industrial. E mais estes interceptores de esgoto, terão que ser conduzidos até a grande Estação de Tratamento de Esgoto –ETE a ser construída na região da Cachoeira do Caixão, depois do Bairro Candelária. A construção deste sistema vai custar em torno de R$ 200 milhões de reais. A morosidade com que a Copasa trata a construção do sistema de tratamento de esgoto, me leva à suspeitar que a rescisão do contrato seria até um prêmio para a Empresa. Sendo isso verdade, estamos diante da seguinte situação: quer premiar a Co­pasa ? Peçam a rescisão do contrato para a construção do sistema de tratamento de esgoto, Quer castigar a Copasa ? Obrigue-a judicialmente a cumprir este contrato.

PESQUISA FGV-DAPP : 55% DOS BRASILEIROS NÃO VOTARIA NOS CANDIDATOS QUE APOIOU NAS ÚLTIMAS ELEIÇÕES

O descrédito do eleitor brasileiro em relação aos par­tidos políticos, ao presidente da República e até mesmo sobre os candidatos em quem votou em eleições passadas abre uma brecha para a renovação na eleição do ano que vem,. Um estudo inédito da Diretoria de Análise de Po­líticas Públicas da Fundação Getúlio Vargas (FGVDAPP) mapeou essa desconfiança.Leiam algumas conclusões:

-A maioria dos brasileiros não votaria nos candidatos que apoiou nas últimas eleições e aposta na renovação de nomes em 2018 para melhorar o país

-29,3% responderam que pretendem votar em branco ou nulo em 2018.

-A Operação Lava-Jato, que atingiu frontalmente al­guns dos principais nomes da política, envolvidos com corrupção, é um dos fatores que contribuem para a re­jeição e a expectativa por novos nomes.

-2018 está se armando como um grande palco no qual uma série de ajustes e contas para fechar vai ser resolvida. Ou seja, qual o rumo o país vai ter?

-Ao serem questionados sobre as eleições de 2018, 55% dos ouvidos rejeitaram a possibilidade de escolher o mes­mo candidato em quem votaram nos pleitos anteriores

-A maior parte das pessoas acham que estaria melhor sem os políticos.

PREFEITURA DE DIVINÓPOLIS LANÇA CONCURSO PARA 358 VAGAS

A Secretaria de Administração da Prefeitura de Divi­nópolis confirmou, ontem quarta-feira (11), a realização de concurso público para preenchimento de 358 vagas em 107 cargos. Do total, 339 são de ampla concorrência e 19 reservados para pessoas com deficiência. O edital será publicado no Diário Oficial dos Municípios no dia 23 de outubro.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.