domingo, 4 de Novembro de 2018 03:27h Atualizado em 4 de Novembro de 2018 às 05:57h. Carlos Henrique Monteiro

Daniel Cormier defende segundo cinturão, e Jacaré nocauteia Weidman

Americano agora quer Brock Lesnar, e brasileiro pode sonhar de novo com title shot.

CARLOS HENRIQUE MONTEIRO. 

Um dia histórico no UFC 230.  Tivemos Ronaldo Jacaré voltando a vitória em cima de Chris Weidman, e tivemos Daniel Cormier , que defendeu com sucesso seu cinturão peso pesado , e se tornou o primeiro lutador a defender 2 cinturões  diferentes sendo campeão de ambas as categorias.

No co-main event, Weidman havia vencido o primeiro round com certa margem de folga, e apesar do equilíbrio no segundo também venceu. Os dois que tem bom domínio de luta de chão, era esperado que a luta ficasse no solo.  Mas acabou que foi a luta em pé com alguma vantagem de Weidman, pois Jacaré durante muitos momentos da luta ficou com rosto sangrando. No entanto, no terceiro round com apenas um golpe, Ronaldo Jacaré derrubou Chris Weidman, e o árbitro ainda demorou a parar, o que irritou Ronaldo Jacaré, que não queria continuar batendo em Chris Weidman. Após finalizar a luta, Jacaré elogiou muito o ex-campeão dos pesos médios e se diz feliz pela vitória. 

Na luta principal, Daniel Cormier não teve tantas dificuldades contra Derek Lewis. Logo no começo, DC vai e leva a luta ao chão e dominou o seu adversário em sua especialidade. Venceu com folga o primeiro round por 10 a 8 , e na metade do segundo round pegou o adversário em um mata-leão fazendo Lewis bater, e a luta ali terminou com a vitória de Cormier, e ele defendeu o seu segundo cinturão, já que havia batido Stipe Miocic e se tornado campeão peso pesado do UFC, e também já era campeão meio pesado, quando apesar da derrota pra Jon Jones, recuperou o titulo devido ao doping que Jones foi pego, e se tornou o primeiro lutador a defender 2 cinturões em duas categorias diferentes,  já que Conor Mcgregor, e George St Pierre não defenderam os títulos de pesos penas e pesos médios respectivamente.

No final do combate, DC pede uma luta contra Brock Lesnar, que poderia ter acontecido hoje, mas Lesnar ainda está suspenso por doping, além de ter vencido o WWE Universal Champion pela 2ª vez, na Arábia Saudita. A suspensão de Lesnar só termina em 8 de janeiro de 2019. 

O Brasil também esteve representado por Sheymon Moraes, que venceu o americano Júlio Acre nos pesos penas por decisão dividida dos juízes.

Outra vitória brasileira foi de Marcos Pezão,  que venceu o polonês Adam Wieczoreck por decisão unânime dos árbitros. 

A grande zebra da noite ficou com o americano Jared Cannonier, que nocauteou no segundo round o também americano David Branch. Inicialmente David estava escalado para lutar contra Ronaldo Jacaré, mas como Luke Rockhold , que estava escalado para enfrentar Chris Weidman se lesionou , Jacaré deixou essa luta e foi escalado para enfrentar Chris Weidman, enquanto Cannonier que estava escalado para um próximo evento, onde iria enfrentar Alessio Di Chirico no UFC Fight Night 140 , Sábado 17 de novembro, acabou tendo essa luta cancelada para poder substituir Jacaré contra Branch. E se deu bem, dando um grande nocaute, candidando-se a subir de patamar em sua categoria. 

 

CARD PRINCIPAL

Daniel Cormier venceu Derrick Lewis por finalização aos 2m14s do R2

Ronaldo Jacaré venceu Chris Weidman por nocaute técnico aos 2m46s do R3

Jared Cannonier venceu David Branch por nocaute técnico aos 29s do R2

Karl Roberson venceu Jack Marshman por decisão unânime (30-26, 30-26 e 30-27)

Israel Adesanya venceu Derek Brunson por nocaute técnico aos 4m51s do R1

CARD PRELIMINAR

Jordan Rinaldi venceu Jason Knight por decisão unânime (30-27, 30-25 e 30-26)

Sijara Eubanks venceu Roxanne Modafferi por decisão unânime (triplo 30-27)

Sheymon Moraes venceu Julio Arce por decisão dividida (29-28, 28-29 e 30-26)

Lyman Good venceu Ben Saunders por nocaute a 1m32s do R1

Matt Frevola x Lando Vannata foi julgada empate majoritário (29-28 Frevola, 28-28 e 28-28)

Shane Burgos venceu Kurt Holobaugh por finalização a 2m11s do R1

Marcos Pezão venceu Adam Wieczorek por decisão unânime (triplo 30-27)

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2018. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.