terça-feira, 14 de Novembro de 2017 09:18h Luciano Eurides

Definidos os finalistas do JED 2017

Os jogos Escolares de Divinópolis 2017 já conhecem seus finalistas e em especial no futsal masculino módulo II, onde o Integral vai encarar o Joaquim Nabuco na grande decisão. As equipes se classificaram na manhã dessa segunda-feira em partidas bem diferenciadas.

O Joaquim Nabuco, primeiro a entrar em quadra, enfrentou o Armando Nogueira Soares e venceu com certa tranquilidade. O time em quadra, comandado pelo capitão João Vitor 'Bombinha', criou jogadas e soube trabalhar a bola, teve posse dela e volume de jogo. O Armando Nogueira tentava a reação, mas logo era novamente ameaçado, embora o time da escola do São Judas tenha tentado de todas as maneiras, foi impossibilitado pela qualidade dos jogadores do Joaquim Nabuco.

Para Bombinha, o time está pronto para ser campeão. "Foi um privilégio conseguirmos fazer esse bom jogo e vamos repetir para sairmos campeões, sempre uma final é diferente, mas nosso espírito de equipe vai prevalecer", garantiu.

A equipe do Integral voltou a vencer e com todos os méritos. Uma partida equilibrada, truncada, em que o físico foi adicionado à tática e técnica. O Lauro Epifânio manteve a metodologia, mas encontrou um adversário extremamente motivado. O Integral soube reparar problemas, teve um ganho muito grande na qualidade dos jogos, adicionou muita vontade e companheirismo. Essas são as credenciais do grupo, que eleva o Integral à fase mais importante da competição. Novamente Mateus jogou e usou a experiência dele como atleta para dar rumo aos colegas.

O conhecimento da forma de jogar é uma arma importante e, para isso, utiliza-se Davi, ele jogou no Flamengo e conhece bem os adversários, mas garante que, frente ao Joaquim Nabuco, o time não mudará o jeito de jogar. "Jogo complicado, o time deles é muito bom, nosso time treinou três meses e temos qualidade para sermos campeões, a final será difícil, mas acredito no Integral, estamos preparados psicologicamente e fisicamente, não mudaremos o jeito de jogar, pois temos um bom time, preparado e entrosado", falou Davi.

Uma questão sempre emblemática é o favoritismo, mas nessa competição o Ilídio da Costa Pereira era cotado como o favorito e ficou pelo caminho. Para a grande final, o Joaquim Nabuco chega com atletas mais acostumados a jogar, mas a preparação do Integral e o volume de jogo, sempre crescente, e a fase vivida por Dudu devem ser considerados, assim, forças diferentes e um mesmo potencial. Vale lembrar: vencerá o jogo aquela equipe que errar menos.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.