sexta-feira, 21 de Abril de 2017 07:54h Carlos Henrique

Gramado pesado, saída de Fred e Atlético-MG abaixo do esperado

O Atlético-MG visitou o Libertad, em Assunção, no Paraguai, nesta quarta-feira, pela Taça Libertadores, e não conseguiu levar os três pontos para Belo Horizonte. O Galo jogou mal, teve tramas ofensivas, e perdeu por 1x0. Para Roger Machado, o gramado falho e pesado do Estádio Nicolás Leóz, devido à forte chuva, foi um dos principais motivos para a equipe ter jogado “abaixo” do que pode.

“Se teve alguém que conseguiu lidar melhor com a questão do gramado bastante pesado e que impossibilidade organizar um troca de passe eficiente foi o adversário, que, principalmente, no primeiro tempo, teve um domínio maior. Foi numa jogada que a gente não conseguiu afastar a bola, que o adversário fez o gol”.

Na etapa final da partida, em busca do empate, o treinador tentou mudar o sistema tático da equipe. Para isso, colocou Rafael Moura em campo, no lugar de Danilo, tendo, assim, dois centroavantes enfiados, entre os zagueiros do Libertad-PAR. No entanto, esse esquema durou pouco tempo. A ideia de Roger foi por água abaixo com a saída de Fred, que sentiu dores na virilha e teve que ser substituído. Maicosuel entrou no lugar do camisa 9.

DANILO NO LUGAR DE CAZARES?

Apesar de afirmar, às vésperas da partida que não mudaria os jogadores da equipe do Atlético-MG, mas sim, a postura, Roger Machado começou o duelo com o Libertad-PAR com Danilo Barcelos no lugar de Cazares. A ideia era reforçar o setor de marcação do time, uma vez que Danilo, o polivalente do grupo atleticano, faz essa função.

O próximo adversário do Atlético-MG na Libertadores é o mesmo Libertad-PAR.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.