domingo, 12 de Maio de 2019 02:06h Atualizado em 12 de Maio de 2019 às 02:24h. Carlos Henrique Monteiro

Jéssica Bate-Estaca salva noite ruim de brasileiros no UFC

Recordista de triunfos entre as mulheres, brasileira é a nova campeã peso palha do UFC

CARLOS HENRIQUE MONTEIRO.

Uma grande notícia para quem foi até a Arena da Barra da Tijuca no Rio de Janeiro, acompanhar o UFC 237. 

Mulher que mais venceu lutas no UFC, Jéssica Bate-Estaca é a nova campeã peso palha feminino. Após sofrer no primeiro round, tomar golpes duros de Rose Namauanas, a brasileira equilibrou as ações no segundo round, e em uma oportunidade única, conseguiu aplicar o golpe que leva no seu nome, Bate-Estaca, e Rose foi com a cabeça no chão, ficando semiconsciente, acabando assim a luta, e dando a vitória para a brasileira. 

Em entrevista depois de vencer, Jéssica dedicou o cinturão ao seu mestre, que começou a sua academia na porta da casa de sua mãe, há 10 anos atrás. Ela também não descartou a possibilidade de uma revanche contra a ex-campeã Rose, mas disse que está disposta a enfrentar qualquer uma que vier pela frente. 

No entanto, as outras lutas da noite não foram felizes para os brasileiros. Com exceção de Jéssica, todos os brasileiros do card principal foram derrotados. 

Na penúltima luta, Anderson Silva estava em um duelo duro contra Jared Cannonier. No finalzinho do primeiro round, o americano acertou um chute forte no joelho do brasileiro, levando-o ao chão. Em entrevista pós-luta, Anderson admitiu que já estava com o joelho lesionado, e pediu desculpas aos fãs que foram até a Arena da Barra no Rio de Janeiro. Quando venceu, Jared provocou a torcida brasileira colocando a mão no ouvido, e pedindo para a galera falar mais alto. Por isso a torcida aplicou uma sonora vaia no americano, praticamente o impedindo de dar entrevista após o combate. 

Outro que também não teve tanta sorte na noite foi José Aldo. Ele enfrentou o australiano Alexander Volkanovski, que vinha de 16 triunfos consceutivos, e invicto no UFC. Em um primeiro round extremamente equilibrado e quase empatado, o brasileiro acabou dominado nos dois rounds seguintes, levando golpes mais fortes, e sendo encurralado na grade algumas vezes. No fim da luta, todos os três juízes deram os três rounds para o australiano, e um triplo 30-27 foi marcado contra José Aldo. 

Também pelo card principal, Thiago Pitbull e Bethe Correia foram derrotados por  Laureano Staropoli, e Irane Aldano respectivamente. Thiago perdeu por decisão, enquanto Bethe foi finalizada. 

Outros combates de destaque foram entre os brasileiros Warlley Alves e Serginho Moraes, pelo peso meio médio, que terminou com vitória de Warley por nocaute no terceiro round. 

Rogério Minotouro também lutou no card preliminar, valendo pelo peso-meio-pesado. Ele que vinha de vitória na última luta, acabou sendo nocauteado ainda no primeiro round pelo americano Ryan Spann. 

Também tivemos um duelo entre veteranos. BJ Penn, ex-campeão de duas categorias no UFC, foi derrotado por Clay Guida. BJ não vence desde 2010, e perdeu a sétima luta seguida no evento. 

A próxima edição do ultimate será no próximo sábado, e terá o brasileiro Rafael dos Anjos, encabeçando o card conta Kevin Lee, valendo pelo peso-meio-médio. As lutas terão inicio as 18h com o card preliminar, e o principal, as 21h. 

CARD PRINCIPAL

Peso palha: Jéssica Bate-Estaca derrotou Rose Namajunas por nocaute a 2m58s do R2 – válida pelo cinturão

Peso médio: Jared Cannonier derrotou Anderson Silva por nocaute técnico aos 4m47s do R1

Peso pena: Alexander Volkanovski derrotou José Aldo na decisão unânime dos juízes (30-27, 30-27, 30-27)

Peso meio-médio: Laureano Staropoli derrotou Thiago Pitbull por decisão unânime dos juízes (30-27, 29,28, 30-27)

Peso galo: Irene Aldana derrotou Bethe Pitbull por finalização aos 3m24 do R3

CARD PRELIMINAR

Peso meio-pesado: Ryan Spann derrotou Rogério Minotouro  por nocaute aos 2m07s do R1

Peso leve: Thiago Moisés derrotou Kurt Holobaugh por decisão unânime dos juízes (30-26, 30-27, 30-26)

Peso meio-médio: Warlley Alves derrotou Serginho Moraes por nocaute aos 4m30s do R3

Peso leve: Clay Guida derrotou BJ Penn por decisão unânime dos juízes (29-28, 29-27, 29-28)

Peso mosca: Luana Dread derrotou Priscila Pedrita por decisão unânime dos juízes (30-26. 29-27. 30-26)

Peso galo: Raoni Barcelos derrotou Carlos Huachin por nocaute aos 4m59s do R2

Peso galo: Viviane Araújo derrotou Talita Bernardo por nocaute aos 48s do R3

 

© 2009-2019. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.