sexta-feira, 11 de Agosto de 2017 08:33h Agência Minas

Núcleo de Saúde é inaugurado no Presídio de Tupaciguara, no Triângulo Norte

Construção foi feita com recursos de prestação de pena pecuniária. Espaço vai funcionar como Unidade Básica de Saúde do SUS

O Presídio de Tupaciguara, no Triângulo Mineiro, inaugurou um Núcleo de Saúde com capacidade para 30 atendimentos semanais. O espaço funcionará como uma Unidade Básica de Saúde do Sistema Único de Saúde (SUS) e é composto por enfermaria, consultório médico e odontológico.

As salas são todas equipadas com materiais médicos e odontológicos fornecidos pelo Governo de Minas Gerais, via Secretaria de Estado de Administração Prisional (Seap). A construção foi feita com recursos de prestação de pena pecuniária, e teve um custo total de R$ 110 mil, além de contribuições de empresários e parceiros do município.

 Com a inauguração do Núcleo, não haverá mais a necessidade de escoltas de presos para o hospital da cidade, pois o atendimento e acompanhamento serão feitos na própria Unidade Prisional, o que gera uma economia considerável com transporte.

Para Emília Castilho, a unidade humaniza a pena e mostra a força do trabalho conjunto do município (Crédito: Gil Leonardi/Imprensa MG)

A subsecretária de Administração Prisional, Emília Castilho, esteve na unidade prestigiando a inauguração. Para ela, o novo espaço humaniza a pena e mostra a força do trabalho conjunto da cidade.

"O que vejo aqui hoje é um verdadeiro exercício da cidadania, uma entrega pequena que representa o trabalho de muitos. Em nome do secretário da Seap, Francisco Kupidlowski, parabenizo o empenho dessa comunidade tão parceira, que enriquece o Sistema e traz esperança. Voltamos renovados para continuar o nosso trabalho”, disse.

O projeto também conta com apoio da Prefeitura Municipal de Tupaciguara, que por meio do Programa de Política Nacional de Atenção Integral à Saúde das Pessoas Privadas de Liberdade no Sistema Prisional (Pnaisp) disponibilizará profissionais para realizar os atendimentos. Os poderes municipais que se inscrevem no Pnaisp recebem uma verba de auxílio do SUS. 

Segundo o prefeito de Tupaciguara, Carlos de Oliveira, só é possível atingir o objetivo de promover o bem comum, quando a comunidade se une. “Eu costumo dizer que o Poder Público não é algo suficiente, nem a iniciativa privada. Se tiver parcerias, planejamentos estratégicos, envolvendo todos os poderes, inclusive sociedade civil organizada, com certeza, os frutos serão colhidos. Nós, como comunidade e governantes, temos a obrigação de contribuir com a humanização do Sistema Prisional”, afirmou.

Além do Núcleo, os recursos também foram utilizados para a construção da muralha frontal, recepção e portaria, sala de revista, duas guaritas, reforma da sala de atendimento psicossocial, aumento do muro do pátio de banho de sol e instalação de 240 metros de concertina. Seis presos trabalharam nas obras de melhorias.

O diretor-geral do Presídio de Tupaciguara, Renê Oliveira, falou do seu objetivo, quando assumiu a unidade em 2014, que é unir a comunidade em prol do Sistema Prisional.

“Sinto-me bastante feliz, hoje, por ter conseguido realizar essas melhorias, que não seriam possíveis sem o apoio da Seap, do Consep, do Poder Judiciário e tantos outros parceiros. Precisamos da ajuda da sociedade porque a violência está inserida nela também. Eu pedi à população da cidade para ajudar - e ela abraçou a causa”, disse.

Leia Também

Imagem principal

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.