Ambulâncias do Samu contam com medicamento especial para infarto.

O primeiro atendimento com uso do medicamento foi em 26 de setembro de 2018.

O Tenecteplase passou a compor as medicações das sete Unidades de Suporte Avançado (USAs) em 30 de agosto de 2018. De lá pra cá, muitas vidas salvas!

A substância ativa, Tenecteplase, é indicada para o tratamento trombolítico do infarto agudo do miocárdio e deve ser iniciado o mais rápido possível após o início dos sintomas.

“Ter o Tenecteplase nas ambulâncias significa, antes de mais nada, reduzir as mortes por infarto na região. A ação no organismo é imediata, atuando sobre o trombo que obstrui a artéria do coração e provoca o IAM (Infarto Agudo do Miocárdio). Isso garante mais chances de vida ao paciente, até a chegada em uma unidade hospitalar para tratamentos intensivos.”, ressalta o diretor técnico do CIS-URG Oeste, Marco Aurélio Lobão.

O primeiro atendimento com uso do medicamento foi em 26 de setembro de 2018, em um homem, de 48 anos, na cidade de Carmo do Cajuru. No ano de 2018 foi utilizado em 17 atendimentos. Já em 2019, até o final de outubro, foram 49.

O medicamento é utilizado em dose única que tem um custo de quase seis mil reais. Com o intuito de salvar ainda mais vidas, a decisão de colocá-lo nas USAs com recursos do Consórcio teve a aprovação do Conselho Deliberativo. “É um diferencial no atendimento pré-hospitalar. Esse medicamento promove qualidade de vida e evita cirurgias cardíacas que tem um custo muito mais alto do que o valor da dose.”, explica José Marcio Zanardi, secretário executivo do CIS-URG Oeste.

Dos Consórcios de Minas Gerais, o CISRUN também o tem nas USAs.

 

© 2009-2019. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.