Realizado o II Encontro Regional do SAMU Oeste.

O II Encontro Regional do SAMU Oeste foi realizado na manhã da sexta-feira, 06 de setembro, no auditório da Faculdade de Itaúna. Na oportunidade foi apresentado o relatório assistencial destes dois anos e três meses de funcionamento do serviço na região ampliada oeste de Minas Gerais. 

 
O presidente do Consórcio Intermunicipal de Saúde da Região Ampliada Oeste (CIS-URG), que é também prefeito da cidade de Carmo do Cajuru, Edson Vilela, e o secretário executivo, José Marcio Zanardi, fizeram a abertura do evento e falaram da importância do serviço prestado na região e da satisfação em verem a evolução ao longo deste período. 
 
A apresentação do relatório assistencial foi dividida em quatro partes e cada uma foi apresentada pelo coordenador responsável do setor. A primeira parte ficou por conta do diretor técnico, Marco Aurélio Lobão, que mostrou um pouco da história da montagem do SAMU. Mostrou a chegada das ambulâncias, dos equipamentos, da distribuição para serem levados para as bases, a montagem da central de regulação. Relembrou a dedicação e união das pessoas para colocar em funcionamento e falou também do controle do soro antiofídico na região, pois nos últimos seis anos houve uma baixa no fornecimento do soro por causa de mudanças na estrutura dos laboratórios que foram exigidas pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (ANVISA). Com esse controle, semanalmente a Secretaria de Estado de Saúde informa ao SAMU o quanto e onde tem o soro e quando um paciente chega à unidade acidentado, a equipe médica entra em contato com a central de regulação e em um tempo curto o soro é disponibilizado para tratá-lo. Ou leva o soro até o paciente ou o paciente até a Unidade que o tem. Também falou sobre os ultrassons disponíveis nas Unidades de Suporte Avançado (USAs) e do medicamento tenecteplase, utilizado em casos de Infarto, que propicia alívio da dor rapidamente. Dezenas de vidas já foram salvas desde que o SAMU passou a utilizar o medicamento trombolítico, em 30 de agosto de 2018. Outro diferencial do SAMU Oeste tem sido a telemedicina, pois com esse novo sistema os médicos da central de regulação têm apoio no diagnóstico, uma segunda opinião médica, que ajuda na decisão da melhor conduta no tratamento do paciente com sintomas de AVC atendido pelas equipes, ganhando tempo no encaminhamento a um local melhor adequado.
 
A segunda parte do relatório assistencial foi apresentada pelo coordenador de frotas, Arthur Medeiros. Ele falou sobre os veículos do Consórcio, 42, no total. Três ficam à disposição para serviços do setor administrativo, um veículo (fiorino) que vai às bases para manutenção mais simples das ambulâncias, uma Viatura de Intervenção Rápida (VIR), modelo Mitsubishi L200 Triton, que fica na central em Divinópolis, e 37 ambulâncias, destas, 31 estão em circulação e seis ficam como reserva para substituição quando precisa fazer manutenção mais complexa em alguma que está em circulação. Falou também que são gastos 22 mil litros de combustível por mês e as ambulâncias já rodaram 3.600.000 (Três milhões e seiscentos) Km, o que equivale a 90 voltas ao redor da Terra. São 142 condutores socorristas que se mostram orgulhosos de pertencer à Instituição e cuidam dos veículos com muito zelo.
 
A gerente de enfermagem, Thamara Lesse, apresentou os dados referentes aos atendimentos. Já foram mais de 532.360 mil ligações no nestes dois anos e três meses. Só em 2019, passam de 159.969. Os trotes tiveram uma queda considerável, no início eram quase 40% das ligações, atualmente até em 9,41%. O número de transferências também é bem expressivo, ao longo do tempo de funcionamento do Serviço, mais de 4.135 foram realizadas, gerando economia para os municípios que fazem parte do Consórcio. 
 
A finalização da apresentação do relatório assistencial foi feita pela coordenadora do Núcleo de Educação Permanente (NEP) do CIS-URG Oeste, Larissa Martins. Ela relembrou os treinamentos realizados em 2016, antes mesmo do início do funcionamento do Serviço na região, capacitando os profissionais que atuariam no Serviço. Mostrou fotos dos treinamentos internos e externos realizados, muitos deles foram abertos para profissionais da rede e estudantes da área da saúde e realizados em todas as cidades da região. Com isso, o NEP propiciou capacitação para mais de 20 mil pessoas. 
 
Após a apresentação do relatório assistencial, Daniel Godri, palestrante renomado no cenário brasileiro, conversou com a plateia. De maneira muito dinâmica e interativa trabalhou muito a motivação e certamente impactou muito positivamente os participantes. O quanto seria interessante a participação de Godri já poderia ser notada logo na chegada no auditório, pois ele fez questão de cumprimentar e tirar foto com cada um que chegava para o evento.
 
A técnica em enfermagem, Ângela Sueli, que atua na base de Martinho Campos, fez questão de participar do evento juntamente com seu marido. Saíram de Abaeté bem cedinho e disseram que valeu muito a pena cada metro dos mais de 175 quilômetros percorridos para acompanharem o evento. “Se tem uma definição para o dia de hoje, se chama perfeição! Muito gratos pela oportunidade!”, afirmam.

 

 

 

Fonte - Cisurg

© 2009-2019. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.