sexta-feira, 21 de Abril de 2017 07:49h G37

Fã que gastou R$ 1,2 mil para Emilly ganhar o “bbb” viu filha morta na gêmea: “voltei a viver”

Para vencer o “BBB 17”, a gêmea Emilly Araújo contou com um exército de torcedores fora da casa. Uma dessas fãs é a cozinheira Luciene Santiago de Souza, de 45 anos, que afirma ter gastado R$ 1.200 em ligações e SMS votando para a gaúcha ganhar o programa. “Gastei, votei e não me arrependo. Meu marido até parou de falar comi­go”, entrega.

A família toda de Luciene é fã de Emilly. O marido, que tra­balha com material de constru­ção, era quem colocava créditos no celular da mulher toda a semana só para ela votar para a gaúcha permanecer no progra­ma. Dessa quantia, e também das ligações do telefone fixo, Luciene calcula o quanto afir­ma que gastou. Desempregada e morando de aluguel no bairro de Jacarepaguá, na Zona Oeste do Rio, ela revela como preten­de pagar a conta de telefone no próximo mês.

“Vou parcelar em duas ve­zes”, afirma. “O que eu fiz não foi nenhum sacrifício e não me importo em me endividar pela Emilly. Se eu pudesse, eu morreria por ela. Sou diabética e hipertensa e quase morri do coração todas as vezes que ela ia para o paredão”.

Depois do fim do programa, Luciene foi até o hotel em que Emilly estava hospedada no Rio para conhecer pessoalmente a ex-BBB. Ela conta que a gê­mea chegou a oferecer ajuda financeira para pagar a conta do telefone.

A emoção da aposentada tem um motivo. Luciene ainda tenta superar a perda da filha, Maria Clara, que morreu há quatro meses, aos 19 anos, após lutar contra uma leucemia. Segundo ela, a jovem parecia bastante com a campeã do BBB 17.

 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.