Artigos

Emoções positivas

Ômar Souki

Justamente hoje, 28 de julho de 2022, uma quinta feira, dia em que tinha planejado escrever sobre emoções positivas, recebi a notícia do falecimento de Jim Cunningham, um grande amigo. Escrevemos em parceria o livro As incríveis chaves Wow para o seu sucesso. Não há como não ficar triste, pensando na alegria dos momentos que passamos juntos envolvidos em tarefas criativas. Mas também me sinto invadido por um enorme sentimento de gratidão por ter conhecido pessoa tão especial. Ex-diretor da Universidade Disney, ele cultivava uma atitude alegre e otimista com relação à vida. Estava sempre com um sorriso no rosto. Exímio palestrante, Jim sabia como extrair gostosas gargalhadas da plateia. Portanto, quando me lembro dele, sinto um misto de tristeza e alegria. Mesmo sentindo a enormidade da perda, decidi que não deveria desistir desta reflexão sobre a importância de cultivarmos emoções positivas. Pelo contrário, escrever sobre o lado bom da vida é fazer uma homenagem a esse velho amigo.  

É durante os desafios que a vida nos apresenta que mais precisamos nos lembrar dos benefícios das emoções positivas. Ainda criança fui visitado por enorme tristeza quando reprovado no quinto ano do ensino fundamental. Mas nem por isso desisti de estudar. Pelo contrário, fiz o propósito de dedicar-me aos estudos com mais afinco, e consegui formar-me como o melhor aluno do colégio. Assim—tendo sempre a expectativa de que coisas melhores iriam acontecer—consegui, ao longo do tempo, superar os embates da existência. A esperança em dias melhores é uma emoção fortalecedora. Podemos nos levantar a cada dia acreditando com firmeza que estamos recebendo mais um presente de Deus: a oportunidade de sermos melhores que ontem. Para isso é preciso ter fé, isto é, acreditar que existe algo além da existência temporal. Crer que estamos aqui de passagem, nos preparando para desfrutar de uma existência sem limites de tempo e espaço.

Esses sentimentos altamente positivos fortalecem o nosso sistema imunológico e nos tornam mais saudáveis e produtivos. Ao cultivarmos emoções tais como a fé, a esperança, o amor e a gratidão, ficamos mais abertos a interagir com os outros, nos tornamos mais flexíveis, criativos e produtivos—nosso coração é contagiado pela alegria. Mas, se nos deixamos dominar pela tristeza, pela raiva, pela ansiedade, pelo medo ou pelo estresse, enfraquecemos nossas defesas e abrimos as portas para as doenças.

Isso não quer dizer que devemos ignorar a presença das emoções negativas. Elas podem estar nos convidando a mudar de atitude com relação aos acontecimentos do dia a dia. Por exemplo, hoje fui colhido de surpresa pela perda de um amigo querido e isso me causa enorme tristeza. Em vez de deixar que ela me imobilize, estou cultivando mais os sentimentos de fé, esperança, amor e gratidão, pela oportunidade que Deus me deu de ter conhecido e convivido com um ser humano tão amável, tão fraterno e tão iluminado.     

De todas as emoções positivas, a mais poderosa é o amor: “O amor tudo desculpa, tudo crê, tudo espera, tudo suporta. As profecias desaparecerão. As línguas cessarão. A ciência também desaparecerá. Mas o amor jamais passará!” (I Coríntios 13, 7-8).

Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto:

Bloqueador de Anúncio Detectado

Nosso conteúdo é gratuito e o faturamento do nosso portal é proveniente de anúncios. Desabilite o seu bloqueador de anúncios para ter acesso ao conteúdo do Portal G37.