Artigos

Excelência como propósito de vida

Ômar Souki

Como criar o hábito da excelência? Como buscar a excelência em tudo que fazemos? Enfim, como torná-la um propósito de vida? Ser hoje melhor que ontem e amanhã melhor que hoje. Só de pensar nisso, me ajeito na cadeira e me assento com uma postura melhor. Passo a respirar mais fundo e a dedilhar o teclado com mais convicção. É preciso levar a excelência às últimas consequências. Ser impecável! Como? Agindo como uma pessoa excelente, pois a melhoria contínua daquilo que somos e do que realizamos vem de dentro para fora.

É uma busca que leva a vida inteira. É um aprimoramento contínuo do ser e do fazer. É uma decisão pessoal, um comprometimento que requer disciplina, persistência, entrega. Quando criança eu via meu pai, comerciante, ajeitando as coisas com esmero dentro da loja e sentia que ele fazia aquilo com enorme satisfação. Outra coisa que me chamava a atenção era quando ele dava o nó de sua gravata—amarrando e desamarrando—até conseguir o nó perfeito. Eu tinha vontade de crescer logo para começar a fazer as coisas que ele fazia, enfim, eu queria brincar de gente grande. A causa de seu sucesso nos negócios foi a excelência com que ele executava as mínimas tarefas.

Quando eu tinha 12 anos tive dificuldades na escola e fui reprovado de ano. Procurei, então, o melhor aluno da escola e lhe pedi que me ensinasse a estudar. Ele me explicou que era importante que eu separasse um lugar em casa e dedicasse um período diário para as tarefas escolares. Segui as instruções à risca e tornei-me o melhor aluno da escola. Anos mais tarde, aprendi que aquilo que eu tinha feito se chama modelagem.

Ter um modelo de sucesso facilita nossa caminhada rumo à excelência. Estudei a vida de alguns líderes empresariais no Brasil e nos Estados Unidos e melhorei o meu desempenho como escritor e palestrante. E agora o meu modelo é Jesus, que nos propõe a excelência como um propósito de vida: “Sejam perfeitos, como o Pai de vocês é perfeito!” (Mateus 5, 48). Não é um comportamento que se limita apenas as coisas e relacionamentos do mundo, mas também um compromisso de aprimoramento espiritual: “Dar a César o que é de César, e a Deus o que é de Deus” (Mateus 22, 21).

A chama da excelência é acesa em nós por meio de uma vontade ardente de contribuir para a melhoria do mundo. Essa vontade nos leva a ter mais atenção em cada uma das tarefas que realizamos durante o dia, seja arrumar a cama, lavar os pratos, varrer a casa, cuidar das crianças, orar, administrar um lar ou um negócio, escrever um livro etc. Quanto mais me dedico à espiritualidade, mais intensifico a minha presença no aqui, agora, aumento o meu foco—entro em fluxo—e sinto a melhoria de cada um dos passos dados rumo à excelência.  

À medida que faço a modelagem de Jesus, fica mais tranquila a prática da excelência no dia a dia, não apenas nas tarefas a executar, mas também no relacionamento tanto familiar, quanto profissional.

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto:

Bloqueador de Anúncio Detectado

Nosso conteúdo é gratuito e o faturamento do nosso portal é proveniente de anúncios. Desabilite o seu bloqueador de anúncios para ter acesso ao conteúdo do Portal G37.