Artigos

Inteligência Emocional

Já observou que pessoas muito inteligentes muitas das vezes tem dificuldade de se relacionar, ou até mesmo de obter alta performance profissional.

Daniel Goleman explica que uma pessoa com QI muito elevado pode representar até 20% do total da inteligência do ser humano, os outros 80% é representado pela QE a inteligência emocional. Isso justifica a frequente dificuldade de pessoas com elevado QI obterem resultados extraordinários em sua vida, pois geralmente a inteligência emocional está pouco desenvolvida.

O QI é imutável, ele é desenvolvido na primeira infância, já o QE, podemos desenvolver a vida toda.

Sabemos que é possível desenvolver a inteligência emocional, a partir daí temos a escolha de mudar aqueles comportamentos que nos limitam, que exclui possibilidade.

Pessoas que eram extremamente tímidas, desenvolvendo a inteligência emocional se tornam comunicativas, pessoas muito introspectivas ficam expansivas, pessoas explosivas, com o pavio curto, aprendem a ter tolerância, paciência, enfim mudam seus comportamentos e rompem limites.

E como podemos então desenvolver a inteligência emocional.

Goleman cita os 5 passos para desenvolver a IE

1 – Em primeiro lugar é buscando o autoconhecimento, identificando as próprias emoções, ter consciência da frequência que entramos  em estados emocionais sem recursos.

Basicamente consiste em compreender suas fraquezas e limitações atuais, mas com a certeza que podemos mudar este cenário.

2 – Após identificar suas emoções predominantes e limitantes, agora é hora de buscar formas de aprender a lidar com estas emoções.

Se observarmos as crianças, percebemos que elas são especialistas em lidar com suas próprias emoções, facilmente transitam em momentos de alegria, raiva, medo, diferente dos adultos, que às vezes ficam emburrados semanas ou até mesmo eternamente, basta lembrar de amigos que deixam de ser amigos por uma briga ou até mesmo irmãos que deixam de conversar por causa de uma briga.

São várias as técnicas e ferramentas  para desenvolver as habilidades de mudança do estado emocional, entre elas a meditação, terapias, técnicas de respiração, estudar os diversos tipos de personalidade através do eneagrama, ferramenta para desenvolvimento humano como PNL e hipnose, e principalmente aprender a perdoar e pedir perdão de forma verdadeira..

3 – A partir do momento que conseguimos identificar e lidar com nossas emoções, o próximo passo é olhar para o outro de uma forma diferente, e começar a identificar as emoções nas outras pessoas. Entender que os outros também tem seus limites e comportamentos limitantes.

4 – O quarto passo começa na empatia, compreendendo que já passamos por esses estados sem recursos emocionais e que independente da forma que alguém nos trata, só nos afetará se permitimos. A partir deste momento evoluímos de forma considerável, pois pelo simples fato de não nos afetarmos emocionalmente por causa dos outros, ficamos mais fortes emocionalmente, e com certeza é o primeiro passo para ajudar o outro a evoluir emocionalmente também.

5 – Por fim, caminhamos para a auto responsabilidade, que compreende em entender que somos responsáveis pelos nosso resultados tanto possível quanto negativos, e que se desejamos alcançar algo temos que fazer nossa parte e sempre buscar nos observar se podemos melhorar mais aprofundando ainda mais no autoconhecimento.

Este caminho nos leva a automotivação, pois a cada conquista surge um novo objetivo ainda mais relevante, e entramos no ciclo da excelência, que compreende em fazer, errar, observar, corrigir, refazer , errar, observar, corrigir….

A inteligência emocional pode destravar todas as áreas de uma pessoa, seja no âmbito pessoal, profissional, nas amizades, nos relacionamentos, pois consiste em superar limites determinados muitas vezes por nós mesmos.

Verifique também
Fechar
Botão Voltar ao topo
%d blogueiros gostam disto:

Bloqueador de Anúncio Detectado

Nosso conteúdo é gratuito e o faturamento do nosso portal é proveniente de anúncios. Desabilite o seu bloqueador de anúncios para ter acesso ao conteúdo do Portal G37.