EDUCAÇÃO SEXUAL INFANTIL.

Em 2018, 66.041 pessoas foram vítimas de violência sexual no Brasil, sendo 54.021 do sexo feminino.

Bastaria pra horrorizar qualquer um, mas a estatística ainda tem um acréscimo de selvageria: 35.530 das vítimas tinham no máximo 13 anos de idade.

Traduzindo um pouco mais os bárbaros números, são quase 100 por dia ou, ainda mais ilustrativo, 4 meninas estupradas por hora.

Insisto: ao longo do ano passado, quatro meninas de até treze anos foram vítimas de violência sexual no prazo de se rezar uma missa. Tamanho horror constitui dado oficial apresentado pelo Anuário Brasileiro de Segurança Pública, divulgado no último dia 10 de setembro.

Pai, avô, padrasto e pessoas de confiança da família como professores, técnicos esportivos e líderes religiosos fazem o perfil do agressor.

Constituem exceção os casos em que as vítimas denunciam o ato. Crianças tendem a obedecer adultos em posição de autoridade, exceto se elas forem ensinadas a compreender o que é abuso.

Acredito e posso provar que educação sexual é fundamental para evitar tal tipo de crime contra crianças. Os casos são numerosos e apresento apenas alguns:

1 – Novembro de 2018, Vila Velha – ES. Menina de 11 anos denunciou o padrasto por maus tratos e abuso sexual logo após assistir a uma palestra sobre o tema na escola. (FONTE)

2 – Março de 2019, Ponta Ponta Grossa – PR. Um dia após aula de educação e violência sexual, menina de 9 anos contou aos professores que era abusada pelo próprio avô, de 67 anos. (FONTE)

3 – Maio de 2018, Pedro Afonso – TO. Garota de 12 anos revelou que sofria abuso sexual pelo padrasto aos profissionais que palestraram sobre violência sexual na escola em que ela estudava. (FONTE)

4 – Janeiro de 2019, Santarém – PA. Menina de 11 anos denuncia parente por abusos sexuais desde que ela tinha 8 anos. Ela relatou os fatos a uma equipe de policiais que fez palestra sobre abuso sexual na escola. (FONTE)

 

É por isso que tanta gente defende que crianças e adolescentes recebam educação sexual, especialmente nas escolas públicas onde estão as mais pobres e desamparadas. Educação sexual previne crimes, ensina crianças que aquele adulto amigo não pode colocar a mão ali ou aqui.

Educação sexual é isso, não é ensinar meninos a transar. Precisamos tirar o capuz do preconceito pra enxergar a importância da educação.  

© 2009-2019. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.