O QUE É INACEITÁVEL QUANDO VEM DO GOVERNO

Às vezes a gente concorda, outras discorda das ações governamentais. Se você é mais liberal economicamente, criticará concessão de isenções fiscais; sendo voltado ao controle estatal, considerará absurda a privatização de determinadas estatais. Talvez considere exagerado um dólar a R$ 3,00 ou, por outro lado, entenda que a desvalorização da nossa moeda favoreça as exportações.

É pra isso que existem os partidos políticos. Eles têm a função de congregar pessoas com pensamentos semelhantes que, sob o jogo democrático, buscarão aplicar suas ideias por meio da participação nos poderes Legislativo e Executivo.

Acontece que há determinadas posições, decisões e atitudes que ninguém deveria aceitar, a menos que se admitam restrições à democracia. Não importa se seu posicionamento está à direita ou à esquerda, quanto aos pontos que listo abaixo, todos aqueles que defendem a democracia deveriam se opor e rejeitar.

Que matérias são essas, afinal? Cito exemplos contemporâneos de atitudes inaceitáveis de um governante:

  • Ameaçar não renovar concessão de TV (como fez Hugo Chavez há uns anos);
  • Tomar decisões públicas com base em preferências pessoais (retirada de radares das rodovias federais, por exemplo);
  • Afirmar que tortura é “besteira”. Ministério da Justiça se negar a investigar denúncias de tais atos;
  • Defender pessoas envolvidas em grupos milicianos;
  • Exaltar ditadores da história (Pinochet);
  • Aclamar ditadores do presente (príncipe Mohammad Bin Salman);
  • Ameaçar anunciantes de determinado órgão de imprensa porque não gosta do mesmo (Folha de S. Paulo);
  • Excluir determinados órgãos de imprensa de entrevistas coletivas;
  • Conceder entrevistas exclusivas apenas para canais amigos que garantam perguntas amigas;
  • Direcionar maioria dos recursos de publicidade estatal para órgãos de imprensa que não o criticam, mesmo que os mesmos possuam baixa audiência;
  • Excluir de licitação pública determinado veículo de imprensa sem critérios técnicos (novamente, Folha de S. Paulo).

 

© 2009-2020. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.