A importância da oração na vida do cristão.

Jesus nos deu o exemplo dessa aproximação com o Pai através de palavras, ou seja, nos deu o exemplo de uma vida de oração e nos ensinou para assim fazermos também, nos ensinando a oração do Pai Nosso descrita no evangelho de Mateus: 6:9 como uma oração modelo, e nos versículos anteriores, versículo: 6, que ele diz as multidões no decorrer do seu sermão da montanha, dizendo: Mas quando você for orar, vá para seu quarto, feche a porta e ore a seu Pai, que está em secreto. Então seu Pai, que vê em secreto, o recompensará.

É claro que ao lermos o contexto desse versículo de Mateus: 6:6, vemos que Jesus aconselha a multidão ao seu redor a orar dessa maneira, para fazerem diferentemente dos fariseus ao qual ele retrata no versículo: 5 como hipócritas, pois o intuito deles orarem eram de serem vistos pelos homens aonde eles gostavam de orar em pé nas sinagogas, ás esquinas das ruas para serem reconhecidos pelos homens como os “Espirituais”, aonde Jesus alerta a multidão a fazer o inverso, de orar buscando o reconhecimento celestial e não o terreno.

Vejo que ao mesmo tempo que Jesus aconselhou a multidão a orar dessa forma naquela época na idade antiga, da mesma forma Jesus espera que hoje na pós-modernidade viemos assim fazer, tirando um tempo para Ele todos os dias em nosso quarto, para alcançarmos essa intimidade com Ele por meio da oração.

A oração é uma via de mão dupla, onde nos deleitamos em Deus e Deus tem prazer em nós. Não apenas Jesus buscava a intimidade com o Pai, mas também o Pai tinha prazer em seu filho unigênito. “… e eis, vindo na nuvem, uma voz que dizia: Este é o meu filho amado, em quem me comprazo…” (Mateus 17:5).

Diante disso pergunto, será que Deus tem tido prazer em nós? Tem se agradado de nós por estarmos nos deleitando Nele? Será que o Pai tem nos olhado lá de cima e dizendo de nós o mesmo que disse de Jesus conforme esse versículo de Mateus: 17:5: Esse é o meu filho amado em quem me comprazo? Será que Deus tem olhado para nós e tem nos dito as mesmas palavras que disse sobre Jó a Satanás, conforme descrito em Jó: 1:8: Disse então o Senhor a Satanás: “Reparou em meu servo Jó? Não há ninguém na terra como ele, irrepreensível, íntegro, homem que teme a Deus e se desvia do mal.”

A oração exercita o espírito, que por sua vez é fortalecido por meio de tal exercício. A negligência na oração seca o homem interior. Nada pode substituí-la, nem mesmo a obra cristã. Muitos estão preocupados com a obra, e concedem pouco tempo à oração.

Devemos compreender que a oração além de nos saciar interiormente, irá nos trazer forças para vencermos as tentações e aflições do dia-a-dia, quanto que a respeito de vencermos as tentações através da oração, Jesus bem afirmou isso no Getsêmani para Pedro, Tiago e João, conforme descrito em Mateus: 26:41: “Vigiem e orem para não caírem em tentação…”, assim devemos fazer como disse Jesus para não cairmos em tentação, pois como ele diz na sequência do versículo, o nosso espirito está pronto, mas a nossa carne é fraca, ou seja, se nós estivermos fortalecendo dia a após dia o nosso espirito através da oração, ele se tornará cada dia mais forte, e assim consequentemente venceremos mais facilmente a nossa carne que é fraca, e é tendenciosa para nos fazer afastar de Deus.

Quanto vencer as aflições por meio da oração, Jesus também nos disse conforme descrito em Mateus capitulo: 7, contando a parábola da casa edificada sobre a areia e a casa edificada sobre a rocha, que se assemelha aquele que ouve as suas palavras, mas a diferença está que aquele que ouve as suas palavras e não as coloca em pratica se assemelha a casa edificada sobre a areia, aonde cai a chuva, transbordam os rios e sopram os ventos sobre essa casa, e facilmente ela cai, e assim são aqueles que apenas ouvem suas palavras mas não as praticam, mas já aqueles que ouvem as suas palavras e as colocam em pratica se assemelha a casa edificada sobre a rocha, aonde conforme o versículo: 25 de Mateus capitulo 7: Cai a chuva, transbordam os rios, sopram os ventos com ímpeto contra essa casa, e ela não caiu, porque esta alicerçada sobre a rocha, e assim são aqueles que as colocam as suas palavras em pratica.

Ou seja assim também são todos aqueles que praticam a oração que se inclui e também nessa pratica que Jesus afirma nessa parábola, pois assim vemos Jesus dizer nos capítulos anteriores que também faz parte de tudo aquilo que Cristo disse nesse seu famoso Sermão da Montanha, começando em Mateus capitulo 5 e finalizando com essa parábola em Mateus capítulo 7. Portanto, basta orarmos para encontrarmos forças para vencermos as aflições, sendo uma casa edificada sobre a rocha como disse o Mestre.

A oração é o caminho certo para a bênção, e a oração é o maior meio de ser uma bênção para outros. A oração é o dom de Deus para abençoar outros. Oh, encha cada dia com orações de bênção e aproprie-se do tremendo poder que Deus lhe concedeu!

Através de nossas orações Deus pode mudar gerações, vidas e países, que estão precisando do seu incondicional e infalível amor que um dia nos resgatou.

Senhor e Salvador Jesus Cristo, a partir de hoje, buscarmos e nos entregarmos mais a Deus por intermédio da oração.

 

© 2009-2020. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.