Diligência e a Palavra

Você já parou para pensar onde você estaria se o Senhor não tivesse lhe alcançado?

Às vezes, nós chegamos a níveis no ministério em que precisamos sentar para ouvir sobre tudo o que temos aprendido para que aquilo seja avivado dentro do nosso coração. Precisamos até mesmo ouvir as nossas próprias pregações para que possamos perceber se aquilo que a gente diz e o que a gente faz andam em harmonia.

Nós somos pessoas que Deus levantou, ungiu e capacitou com o seu poder e sua graça para que possamos cumprir o chamado dele na nossa vida. Que sejamos o seu braço e suas mãos aqui na terra influenciado as pessoas que se aproximam de nós. Vamos ser íntegros. Não podemos negligenciar a nossa vida, porque somos aqueles que Deus se move para tocar a vida das pessoas.

Enquanto escuto as ministrações das pessoas, coisas são avivadas dentro de mim. Elas me fazem lembrar os meus primeiros passos no ministério. De quem eu era e onde estou hoje, e isso me traz um senso de temor muito grande. Eu não quero ser negligente e leviana com aquilo que Deus tem feito por mim e através de mim. Influenciamos vidas e devemos ter zelo pelas vidas das pessoas andando de maneira reverente aqui na terra.

A Palavra de Deus chegou a minha vida e começou a mudá-la. Não viva fazendo propaganda dos seus dons e talento, viva exaltando a Palavra e transmitindo algo que mexa com o espírito das pessoas e as influenciem a mudar. A cada dia na nossa vida deve sair algo de ruim e algo de bom deve entrar. Honre os seus começos, porque os simples começos constroem uma estrutura em sua vida e Deus levantará coisas grandes a partir dali.

Nós devemos aprender com aquilo que a Bíblia respalda. Não confie na força do seu braço para que as coisas aconteçam em sua vida. Deus não está limitado a força do nosso braço para fazer valer e acontecer a sua obra.

Eu não tenho como não mencionar Bud e Jan como referenciais de pessoas que vivem de maneira integra, pessoas que vivem debaixo da mesma Palavra, que não vivem mudando de opinião quando as circunstâncias mudam. Mesmo que os ventos soprem, eles permanecem na mesma Palavra e com a mesma firmeza. Eles não se impressionam nem pela pobreza e nem pela riqueza de ninguém.

Devemos aprenda a fazer a mesma coisa, porque funciona. E isso nos dá segurança para ficarmos debaixo da liderança deles. Por causa da integridade.

Saiba que toda a habilidade que você tem, vem de Deus. Se você pensa diferente, que pena.

Ele nos formou e colocou em nós os dons e talentos que temos e precisamos reconhecer isso.

Nós não podemos colocar pessoas de lado ou promovê-las por causa do que elas são nelas mesmas. Precisamos aprender o que Deus tem na vida das pessoas. Se as pessoas são ungidas para estar em determinado lugar e elas não tem as habilidades naturais para aquilo, isso não é um problema. Problema é você colocar uma pessoa que não é ungida por causa da habilidade natural.

Atente para os valores de Deus. Para o que Ele dá importância e seja diligente com o que Ele lhe confiou.

 

© 2009-2020. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.