Não perca a esperança.

O Senhor conhece o anseio do coração ferido. Ele sabe quanto tempo você tem esperado em Suas promessas, e quer renovar suas forças nesse dia. A Palavra afirma que "a esperança demorada enfraquece o coração" (Pv 13.12). Seu coração anda fraquinho, não é mesmo?

Ora, levante a cabeça. Reflita nessa situação. Pense por qual motivo o Senhor ainda não tem trazido a resposta desta oração. Tenho agradecido a Deus por algumas orações pessoais que Ele não atendeu. Hoje eu entendo que algumas situações que eu orei tanto, se fossem resolvidas facilmente, não teriam me dado oportunidade de ter experiências para compartilhar com vocês.

O Pai renova diariamente as Suas promessas em nossas vidas. Nenhuma palavra dEle cairá por terra (Jr 1.12). Descanse, fixe seus olhos em Cristo. Antes da ressurreição vem a cruz. Antes da tua vitória, as lágrimas. Em todo o tempo, porém, Deus está com você. A esperança que se adia faz adoecer o coração, mas o desejo cumprido é árvore de vida.

Diante de uma  esperança que se adiou, somos motivados a pensar em uma esperança que tanto pode resultar na morte, com sofrimentos eternos, como em vitórias e felicidade no céu.

A esperança de chegar ao céu tem movido muita gente a optar por algum segmento religioso, ou a escolher métodos que entendem ser bons. Há uma diversidade enorme de ensinos garantindo a entrada segura no céu, mas desprovidos do ensino verdadeiro, que emana de Jesus, o único que foi, é, e sempre será vencedor com todos os seus feitos.

Sendo assim, a esperança de felicidade eterna precisa de fundamentos seguros no tempo da preparação. Mas, qual é o tempo da preparação? A preparação para a vida eterna se faz enquanto vivemos aqui. Vou enumerar três aspectos indispensáveis à preparação de quem deseja ir ao céu, os quais vão manter viva a esperança que não pode ser adiada:

1. Conhecer o ensino de Jesus Cristo, o único que sabe direcionar com segurança os engajados no grupo dos que caminham para o céu. Jo 14.6 “Eu sou o caminho, e a verdade, e a vida; ninguém vem ao Pai senão por mim.”

2. Conhecer bem a doutrina de Cristo, para não ser enganado pelos adversários da fé. Ef. 4.13,14 “[...] todos cheguemos à unidade da fé e do pleno conhecimento do Filho de Deus, à perfeita varonilidade, à medida da estatura da plenitude de Cristo, para que não mais sejamos como meninos, agitados de um lado para outro e levados ao redor por todo vento de doutrina, pela artimanha dos homens, pela astúcia com que induzem ao erro.”

3. Conhecer Jesus, que conduz na esperança, ensina com segurança, e é o único que pode salvar, conforme o apóstolo Pedro afirma em At.4.12 “E não há salvação em nenhum outro; porque abaixo do céu não existe nenhum outro nome, dado entre os homens, pelo qual importa que sejamos salvos.”

A chegada ao céu requer alguém que saiba conduzir com segurança e seu nome é Jesus. Nele, a nossa esperança não será adiada, nosso coração não sofrerá a derrota e nossa alegria será permanente.

© 2009-2020. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.