O Caminho mais excelente.

O amor é infalivelmente na condução dos cristãos a felicidade em ambos os mundos, ou seja, tanto nesta vida quanto na vindoura. Agora, se faltasse aos cristãos o verdadeiro amor, eles seriam considerados os mais miseráveis quer neste tempo ou na eternidade.

A palavra equivalente a "amor" usada no texto original é Ágape. A forma nominal encontra-se quase 120 vezes, e a verbal, mais de 130 vezes. Nós podemos almejar conhecimento, tanto da palavra quanto das obras de Deus, quer da providência ou graça sem o amor de Deus norteando todos os princípios da vida cristã.

Agora, pela graça de Deus, nós podemos escolher o "caminho mais excelente" Vamos agora comparar este com o caminho mais excelente com o caminho que a maioria dos cristãos está trilhando.

Certamente, existe "um caminho mais excelente" de ordenar nossas devoções pessoais. Hugo McCord diz que a expressão poderia ser traduzida por "um caminho de excelência" ou "uma estrada de superioridade". No contexto, Paulo está contrastando esse "caminho" com os dons miraculosos; ele mostrará um caminho que é melhor do que esses dons.

O amor por ser Superior aos dons miraculosos é a verdadeira ferramenta e o antídoto de Deus tanto para corrigir os problemas quanto para curar as enfermidades da alma que contaminavam Igreja.

Sem o verdadeiro amor toda a eloquência, todo o conhecimento, toda a fé, todas as obras, e todos os sofrimentos são de nenhum valor aos olhos de Deus. É comparado a um metal que soa ou o címbalo que retine, e não tem o menor proveito em direção à nossa salvação eterna.

1.Sem amor.

Tudo que sabemos, tudo que cremos, tudo que fazemos, tudo que sofremos, será de nenhum proveito naquele grande dia de nossa prestação de contas diante de Deus.

J. W. McGarvey, um estudioso da Bíblia, diz o seguinte: "Esta passagem tem sido admirada por todas as gerações, mas, infelizmente, não tem sido observada por nenhuma delas".

O famoso comentarista William Barclay observa: "Este capítulo testa o homem bom mais severamente do que qualquer outro capítulo do Novo Testamento".

A razão é que este capítulo investiga o que está por trás do que fazemos; ele vai até os nossos motivos mais secretos no recôndito da alma.

2.Com Amor.

A finalidade de todo cristãos é fazer todo seu trabalho agradável a Deus; fazer, não sua própria vontade, mas a vontade Dele que o enviou ao mundo. Para este sublime propósito, fazer a vontade de Deus sobre a terra, como os anjos a fazem nos céus, o cristão trabalha sendo cheio, lapidado e impulsionado pelo amor para a eternidade.

1."Nossa comunicação torna-se excelente", ou seja, discurso ou conversa, "seja boa", que ela seja materialmente boa, sobre bons assuntos; não se agitando, com respeito ao que ocorre; porque, o que você tem a ver com cortes e reis? Não é da sua conta lutar as guerras, reformar o estado; exceto quando algum evento notável chama pelo reconhecimento da justiça ou misericórdia de Deus. Nós devemos, de fato, falar algumas vezes das coisas mundanas; do contrário, estaremos fora do mundo. Mas isto seria apenas até onde fosse necessário: Então, retornaríamos para um assunto melhor.

2."Nossas obras tornam-se excelente": calculada para edificar tanto o orador, quanto os ouvintes, ou a ambos; as obras nos edificam em Cristo.

3."Nosso ministério" não fornecerá entretenimento, mas graça aos ouvintes.

- Vocês anseiam pelos melhores dons?

Eles, realmente, valem sua busca dedicada e piedosa, embora saibamos que poucos são aqueles que o alcançam. Mas existe um dom muito mais excelente do que todos esses; e um que todos podem conquistar. Exorto-vos a buscarem desesperadamente esse dom mais excelente, pois ninguém poderá adentrar pelas portas da eternidade sem estarem saturados por ele.

1.Não adiantará vocês serem grandes e eloquentes pregadores.

2.Não adiantará para vocês terem ciência dos inescrutáveis mistérios de Deus.

3.Nem terem toda a gnosis (conhecimento) das coisas divinas ou humanas, que algum mortal jamais alcançou.

4.Muito menos prestarão de algum proveito vocês serem instrumentos de grandes milagres ou operação de fé.

5.Sem Amor: nada temos; nada somos; nada alcançaremos.

 

© 2009-2020. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.