O Poder do Espírito Santo para o crescimento da igreja.

A igreja de Jesus avançava e avança no poder do Espírito – os discípulos receberam o Espírito e ficaram cheios dele; o resultado foi a realização de muitos milagres e a conversão de milhares de pessoas. É o Espírito Santo quem concede dons à Igreja (na verdade, às pessoas) para que ela cresça com poder e saúde espiritual. No livro de Atos (2.40-47), podemos destacar o que envolveu o propósito do derramamento do Espírito Santo sobre a Igreja.

 

Poder para proclamar o Evangelho – Pedro se levantou e encarou aquela turma com uma autoridade sobrenatural. Ninguém mais segurou aqueles discípulos. Sobre eles estava o Espírito que esteve na criação, na proclamação das Boas Novas no Antigo Testamento e em todo o ministério de Jesus.


Poder para viver a vida de discipulado radical – Depois de receberem o Espírito Santo, os discípulos ficaram cheios de poder: enfrentaram o engano e as ameaças; venceram o medo; romperam com as tradições da religião; cruzaram fronteiras; promoveram um rombo no reino das trevas…

Poder para multiplicar – Enquanto a Igreja usa o poder do Espírito Santo para ser Igreja, o Senhor Deus envia o crescimento. O livro de Atos é uma demonstração do que o poder do Espírito Santo pode fazer com relação à multiplicação. Ao lançar a semente, a igreja deve ter isto em mente: com ela, lançamos também o poder do Espírito.

Poder para continuar – A máxima do discipulado é: eu continuo! As autoridades ameaçaram os discípulos e ordenaram que eles parassem de proclamar o Evangelho (At 4.1-22). Eles disseram: “os discípulos não param nunca; nós continuaremos”!

Por intermédio do Espírito Santo recebemos: Poder para proclamar o Evangelho; poder para viver a vida de discipulado radical; poder para multiplicar; poder para continuar. Quanto mais dele, menos de nós. Quanto mais dele, mais de Deus. Quanto mais dele, melhor.

 

 

© 2009-2020. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.