A batalha será dolorosíssima!

Mensagem de Nossa Senhora transmitida por Marilda Santana.

A Palavra de Deus, o Santo Evangelho, nos convida a viver o amor. Quem é Jesus? É esse amor! Esse amor que Jesus está oferecendo para nós é lindo demais. Mas, você tem de querer ter a experiência desse amor em sua vida. Mas querer mesmo! Querer para o bem da sua família, do Brasil e do mundo, da Santa Igreja. Você tem de querer se encharcar desse amor misericordioso. Assim serão felizes, muito felizes. Receberão muitas bênçãos mesmo diante da batalha que será dolorosíssima. Mas
quem experimentar esse amor, vencerá!

Queridos filhos! Com grande alegria e carinho, neste domingo, dia de oração, recebemos tantas graças e bênçãos. Este é o momento de nos colocarmos diante da graça de Deus. É o momento de estarmos na Presença de Deus e respirarmos profundamente o mais lindo perfume para a nossa alma que é Jesus Cristo! Ele é a alegria de nossos corações. Vamos pedir a Jesus a cura. Quem hoje precisa da cura de seu coração? Todos! É uma dor invisível que está presente na vida das pessoas. É uma dor profunda sentida pelo coração. Mas a nossa graça é termos um coração puro, cheio de amor. Vamos refletir hoje sobre essa ferida. Onde é que está essa ferida, esse sofrimento? O sofrimento vem de um coração que sangra, que não soube amar, que não recebeu o amor necessário para o seu crescimento espiritual. Quando falamos da graça, que é a ação do Espírito Santo, estamos falando de algo necessário para vencer as batalhas em nossas comunidades, nas famílias, na caminhada do povo de Deus. É importante ter plena consciência de que Jesus é santo, mas que aqueles que caminham com ele são santos e pecadores. São pessoas que têm o desejo de serem santas, de se encontrarem com Jesus e se aprofundarem no crescimento da santidade.

Este é o ano dos missionários, das missões. Todos têm uma missão. A partir do momento em que você nasce—a partir do momento que Deus lhe concede estar no ventre de sua mãe—você tem uma missão. Por isso, vocês estão defendendo a vida. Aquele que está ali crescendo tem uma missão e tem necessariamente muito a nos ensinar. Será alguém que estará presente no mundo, segundo a vontade de Deus.

A vida tem de ser preservada e amada. Essa é a grande missão de vocês, é a grande missão do Brasil e do mundo inteiro. Todos devem amar e lutar pela vida. Lembramos hoje que a dor que você carrega é consequência daquilo que você recebeu. Por isso—quando falamos em defender a vida—temos de catequisar as mães, porque a mãe gera uma vida. Gera tudo o que Deus concede a essa mãe no decorrer dessa gestação. Quando criança você é mais forte porque não guarda dor, sofrimento, nem ressentimento. Por isso ela é forte. Mas quando, as pessoas se despertam para a juventude, se despertam para grandes batalhas, onde se carregam não só de coisas boas, mas também de sofrimentos e mágoas. De repente, a pessoa se torna um jovem sem a força, sem a capacidade e sem a coragem necessárias para ser forte como as crianças—que sabem perdoar, amar, ser felizes. Então, defender a vida é defender a caminhada que fazemos sobre esta Terra bonita que Deus fez para os seus filhos. É por isso que eu estou aqui presente com vocês, de corpo e alma. Mas, frequentemente, muitos filhos não entendem porque a Mãe se faz tão presente no mundo. A Mãe de Deus e Mãe de vocês defende vocês hoje da pior armadilha que existe na Terra, que é o pecado, a maldade—o que lhes faz infelizes. A primeira arma para a sua defesa é o Santo Terço. A primeira arma que tem na vida é o Santo Terço. As crianças, com esse apostolado belíssimo, se transformam em instrumentos orantes desde o início de suas vidas.  Através da oração, essa crianças irão se tornar jovens mais fortes. Vejam o poder da oração quando ela se inicia desde cedo.

Quanto mais cedo você se desperta para Deus, mais você será de Deus. Mesmo que você, no decorrer desse caminhar encontre muitos obstáculos. Mesmo que digam que quando servem a Deus sofrem. Mas, quem serve a Deus é que sofre, filhos! Para aqueles que vivem o mundo, a estrada é larga. Essas pessoas não conseguem ver o que é a dor. Mas, quem serve a Deus é diferente, porque tem a visão do que é bom e do que é ruim. Daquilo que fere e daquilo que cura.

A visão da pessoa que serve a Deus é a do Espírito Santo. É ampla, grande, enorme! O Espírito Santo é a maravilha do que a Santíssima Trindade é em nós. É a maravilha do que Jesus realiza em nós. É a maravilha do amor de Deus em nós. Portanto, a força primeira é a da oração, que vai fortalecer você em sua caminhada de fé. A pessoa que ora o Santo Terço, chega ao Santo Rosário. Quem ora tem uma vida de mais intimidade com Deus, de mais comunhão com Deus, de mais adoração a Deus. Adquire a sabedoria que vem do alto. O inimigo leva as pessoas hoje a viverem o maior vazio, o vazio dos vazios, que é a falta de fé, de temor. Essa é a razão das pessoas se envolverem em tantos conflitos, sentindo as dores que vêm do coração. Por isso, estamos aqui hoje pedindo a cura interior. Eu lhes ensino nas mensagens o quanto vocês precisam da cura interior. Mas, você é o único que pode alcançar essa cura. Por mais que a Mãe peça, o filho é o único que pode alcançar essa cura, pois ela tem de partir de você. Primeiro você tem de querer ser curado. Deus faz o milagre naquele que confia e acredita, que se entrega. Se hoje você deseja a cura do seu coração, a primeira coisa é a sua entrega total, mas entrega total mesmo. Aquela entrega sincera, bonita, verdadeira, consciente. O que precisamos fazer é sempre estarmos atentos para sermos humildes, pois a humildade nos leva a alcançar todas as bem-aventuranças. O ser humano humilde é um bem aventurado, porque, pela vontade de Deus, alcança todas as bem-aventuranças: força, luz em sua vida, fé, sabedoria na missão, um coração sábio. O que Deus quer de nós é que sejamos um povo que trabalhe pela obra de Deus. A messe é grande. Pense nas almas que não conhecem a Deus. Pense nos corações que no domingo não têm tempo de aproximar-se da mesa eucarística, que é maior banquete do mundo: Jesus! Ele é a grande graça, o grande alimento. É ele que nos pode proporcionar toda a cura que vem e que o coração necessita alcançar.

Temos de trabalhar em nós essa busca da cura. Porque, filhos, eu quero lhes fazer um alerta de Mãe. Se não adquirirem essa plenitude da doçura do Espírito Santo, irão sofrer muito, porque o inimigo quer a indiferença. Ele não quer a união. Ele não quer a unidade. Ele não quer a igualdade. Por que Jesus Misericordioso abriu as entranhas do seu Coração e vocês estão vivendo a Misericórdia? Porque não existe nada mais explendido no mundo do que a Misericórdia de Deus. Desde o nascimento até a ressurreição é a Misericórdia de Deus.

Irão sofrer aqueles que quiserem somente saborear essa Misericórdia. Mas se, de fato, viverem essa Misericórdia não sofrerão. Mesmo que tenham as batalhas, terão graças. Há pessoas que querem saborear, mas não querem viver. Esses vão sofrer, porque não querem fazer aquilo que Jesus quer que façamos, isto é, que sejamos servos humildes e abençoados. Por isso, há tantas confusões no mundo, tantas divisões. Se vocês hoje, família de Deus, Igreja, porque a Igreja somos nós. Cristo nos fez uma linda família. Inclusive nesta preparação para o nascimento do Menino Jesus, vocês devem orar imensamente pela Santa Igreja, para que seja uma família em unidade, em comunhão, em oração—caminhante, evangelizadora, serva. Tudo o que Deus quer é que haja amor. Esse ódio no coração, essa inveja, esse ciúme, estão adoecendo as pessoas. É a ira que adoece o coração! Mas quando você experimenta o amor misericordioso, você já foi curado. Por isso, é que você tem de experimentar esse amor de Jesus. A Palavra de Deus, o Santo Evangelho, nos convida a viver esse amor. Quem é Jesus? É esse amor! Esse amor que Jesus está oferecendo para nós é lindo demais. Mas, você tem de querer ter a experiência desse amor em sua vida. Mas querer mesmo! Querer para o bem da sua família, do Brasil e do mundo, da Santa Igreja. Você tem de querer se encharcar desse amor misericordioso. Assim serão felizes, muito felizes. Receberão muitas bênçãos mesmo diante da batalha que será dolorosíssima. Mas quem experimentar esse amor, vencerá! Então, eu os convido a terem essa experiência.

Se você deseja se curar, tem de ter a experiência do amor, da Misericórdia Divina. Abra o seu coração. Entregue o seu coração que precisa de cura a Jesus. Todos os corações precisam de cura. Todos precisam desejar essa cura, querer essa cura, e evangelizar com a doçura de Jesus. Jesus é lindo demais, filhos! Eu sempre que estou com ele, entrego todos vocês a ele, porque ele é lindo demais. Esse amor pela plenitude do Espírito Santo, é que irá salvar este mundo desse sofrimento enorme.

Quero dar-lhes a minha bênção. (Nossa Senhora nos abençoa, enquanto cantamos: “Dai-nos a bênção, Mãe de Bondade, Nossa Senhora de Piedade!”. E, logo após, conclui a mensagem.)

Queridos filhos! Esta mensagem de hoje é forte. É especialmente para os corações que sentem Jesus tão perto. Diante de Jesus jamais mostre apenas as suas batalhas, mostre também a sua força, o seu amor, a sua vontade de ser santo, o seu desejo de ser santo. Com frequência, quando chega perto de Jesus, você se esquece de que—para Jesus—você é forte! Ele lhe fez forte. Ele deu a vida por você. Ele é a Misericórdia infinita. Quando o inimigo tentar lhe derrubar, levante-se. Quando o inimigo tentar lhe destruir, vença o inimigo. Vocês podem. Vocês estão aqui neste momento com a maior arma da vida de vocês que é a oração do Santo Terço. Com essa oração se alcança a vitória sobre a maior das feras do mundo: o inimigo, o demônio. Sempre que pegar esse Santo Terço, lembre-se que está dando combate ao demônio. Se fortaleçam na fé, filhos! Vocês vão precisar muito da unção do Espírito Santo, dessa luz do Espírito Santo, para serem sempre fieis a Jesus. Ele lhes ama e é por isso que abençoa estas flores para cura e libertação dos doentes do corpo e da alma. Parabéns aos aniversariantes de hoje. Agradeço aos filhos que vieram de tão longe e também os que estão aqui presentes, que vivem nesta comunidade fraterna. Agradeço também aos que vieram caminhando, peregrinando e aos que vieram porque são filhos de fé. Tenho o desejo de que vocês possam espalhar sobre o mundo a esperança que somente se encontra neste Deus Pai, Deus Filho e Deus Espírito Santo. Eu sou a Mãe de Deus, a Serva de Deus, Maria, a Mãe de Piedade. O Senhor me chama, e eis aqui a sua Serva!

(17 de novembro de 2019, domingo à tarde, www.valedaimaculadaconceicao.com.br)

© 2009-2020. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.