Agências do INSS continuam sem perícia após uma semana.

Segurados vão às agências consideradas aptas e podem ficar sem atendimento.

21 SET 2020

Os atendimentos presenciais do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foram retomados há uma semana. Nesses últimos dias, houve impasse entre o governo e os médicos peritos. Uma semana de impasse depois, a maioria dos segurados segue sem atendimento nesta segunda-feira (21).

Os peritos representados pela Associação Nacional dos Médicos Peritos afirmaram que não voltariam ao trabalho por questões sanitárias e falta de segurança no contexto da pandemia do novo coronavírus.

Semana passada, o INSS havia publicado convocação para que esses médicos retornassem ao atendimento presencial em 11 agências. O órgão considerou as 11 agências adequadas e ameaçou que a falta estaria passível de desconto na remuneração. A associação dos médicos afirmou que ignoraria a convocação.

Nesta segunda-feira (21), o INSS publicou portaria afirmando que essas vistorias que a associação anunciou precisam ser autorizadas pelo governo para serem feitas. Na tarde desta segunda, a Secretaria Especial de Previdência e Trabalho divulgou que 122 peritos retornaram aos atendimentos presenciais; a expectativa era do retorno de 378.

A situação das agências varia de acordo com cada local do país. Na capital São Paulo, por exemplo, na agência do bairro de Pinheiros apenas um perito compareceu. Na agência da Vila Mariana, os segurados com atendimento marcado que chegavam ao local eram orientados a fazer agendamento online. Em outros estados, mesmo em agências aptas a fazer perícia médica, nem todos os segurados conseguiram atendimento.

© 2009-2020. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.