Academia Divinopolitana de Letras reelege Flávio Ramos Presidente até dezembro de 2021.

A Academia Divinopolitana de Letras – ADL retomou suas atividades depois de sete meses de paralisação em virtude da pandemia e do combate ao Covid-19. As reuniões presenciais foram retomadas com as precauções para garantir a saúde dos acadêmicos. A diretoria tomou o cuidado de realizar a reunião na área externa da sede além de exigir o uso de máscara. Os acadêmicos aprovaram um Projeto de Resolução, por unanimidade, que renovou o mandato do atual Presidente, Flávio Ramos, até dezembro de 2021.
Em junho de 2021, a instituição literária completará 60 anos de atividade em Divinópolis. A Academia de Letras pretende organizar e participar como apoiadora de uma série de eventos culturais para comemorar as Bodas de Diamante. A ADL é uma das poucas Academias de Letras de Minas Gerais a atingir essa marca histórica de funcionamento ininterrupto. A entidade literária inaugurou, em dezembro de 2019, a sede própria da entidade que funciona no imóvel cedido pela União Federal, por 30 anos, localizado ao lado da praça onde está instalada a “Maria Fumaça”, no bairro Esplanada, ponto turístico em Divinópolis.
O presidente reeleito da Academia de Letras, Flávio Ramos, disse que está satisfeito com a confiança que lhe foi depositada pelo sodalício mas que a responsabilidade de planejar uma programação para as comemorações das Bodas de Diamante é tão grande quanto o tamanho da importância da ADL para a história da cultura divinopolitana. “Em 2021 vamos comemorar muito mais do que o simples contar de 60 vezes os 365 dias de cada ano de uma entidade que tem um dos mais altos conceitos em Divinópolis. Comemoraremos também as conquistas que projetaram Divinópolis como uma das cidades mais valorizadas no cenário da cultura mineira. Pela ADL passaram grandes nomes de repercussão nacional da literatura como: Adélia Prado, Petrônio Bax (pintor e escritor), Sebastião Benfica Milagre, Arimathéia Mourão, Jadir Vilela, Júlio Régis e tantos outros que forjaram a identidade literária de Minas Gerais”, comentou Flávio Ramos. Para marcar os 60 anos, Flávio revelou que o próximo passo é levar a ADL a ocupar com grande destaque o mundo das redes sociais e da internet democratizando ainda mais o acesso da cultura ao povo.
O Acadêmico Augusto Fidélis que idealizou e realiza o Troféu Orfeu, evento da Academia de Letras que entrou para o calendário cultural de Divinópolis, foi convocado a planejar um evento marcante para as Bodas de Diamante da ADL. O secretário de Cultura de Divinópolis, Gustavo Martins, considerou muito positiva a continuidade dos trabalhos da atual diretoria da Academia de Letras principalmente porque, mais uma vez, a entidade deu demonstração de unidade votando, por unanimidade, pela extensão do mandato. “Divinópolis ganha muito com a atuação sempre dinâmica de uma entidade literária que se renova através de sua disposição de ir além dos limites de guardiã da cultura literária mas que se conecta com as novas gerações através de suas atividades e dos lançamentos de novos livros dos imortais”, finalizou o secretário de Cultura, Gustavo Mendes Martins.

© 2009-2020. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.