sexta-feira, 18 de Março de 2016 13:22h Agência Minas

Artesanato mineiro gera negócios em diferentes regiões do estado

Dia do Artesão será comemorado pelo Governo de Minas Gerais neste sábado (19/3)

Artesanato e geração de negócios caminham juntos em Minas Gerais. O estado conta com cerca de 300 mil artesãos que movimentam aproximadamente R$ 2,2 bilhões por ano na economia mineira. Rica culturalmente e importante economicamente, a cadeia produtiva da atividade conta com o apoio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico (Sede) para a promoção do setor.

Para celebrar o Dia do Artesão, neste sábado (19/3), o Governo de Minas Gerais inaugura a exposição “Arte Popular no Médio São Francisco”. Na mostra, obras de quatro artistas da região serão expostas em exposição, até o dia 19 de abril, no Centro de Arte Popular – Cemig (rua Gonçalves Dias, 1608, Funcionários), em Belo Horizonte. A iniciativa, com entrada gratuita, é uma parceria entre a Secretaria de Estado de Cultura (SEC) e a Sede, tendo como apoio o Sistema Sedinor/Idene, o Sebrae/MG e o Centro de Artesanato Mineiro (Ceart).

 

 

Artesanato mineiro

De acordo com o secretário de Desenvolvimento Econômico, Altamir Rôso, o artesanato mineiro é, além de uma importante manifestação cultural do estado, bastante relevante para a economia do estado. “A produção artesanal gera renda para milhares de famílias. A atividade garante melhores condições de vida para uma parcela significativa da população, em regiões que são, muitas vezes, mais carentes em oportunidades de trabalho”, conta. Para ele, a atuação da Sede, com a Coordenação de Artesanato, é fundamental para o incentivo a toda a cadeia produtiva do setor.

Dentro da ótica da promoção e desenvolvimento do setor, a Sede monitora e incentiva a realização de feiras nacionais e internacionais que promovem a atividade dos artesãos. Em 2015, foram 13 eventos regionais e nacionais, entre feiras, eventos e exposições, que divulgaram o trabalho de 4.417 artesãos mineiros e movimentaram mais de R$ 1 milhão.

 

 

Além das feiras, a Secretaria também é responsável por realizar o cadastro e emissão da Carteira Nacional do Artesão e do Trabalhador Manual. O documento é um registro no Sistema de Informação Cadastrais do Artesanato Brasileiro e facilita a participação em eventos especializados.

Os interessados em conhecer mais sobre a Coordenação de Artesanato da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico podem acessar outras informações no site www.desenvolvimento.mg.gov.br ou ligar para (31) 3915-2938.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.