segunda-feira, 4 de Janeiro de 2016 09:16h Agência Minas

Circuito Liberdade promove acesso à cultura e à arte na capital mineira

Decreto publicado no Diário Oficial destaca o complexo como espaço democrático que abriga arte, cultura e educação patrimonial

O governador de Minas Gerais, Fernando Pimentel, publicou decreto no jornal Minas Gerais desta quarta-feira (30/12) instituindo o “Circuito Liberdade” como um conjunto de equipamentos culturais integrados para a promoção e acesso à cultura, à arte e ao patrimônio cultural.

Um Comitê Executivo, composto pelo coordenador-geral do Circuito e demais gestores dos espaços e museus que integram o projeto, vai propor atividades educativas, culturais e artísticas ao circuito. Também participam dos encontros mensais representantes de outros órgãos e entidades, públicos e privados, e especialistas relacionados aos temas em discussão. O circuito é vinculado e gerido pelo Instituto Estadual de Patrimônio Histórico e Artístico (Iepha-MG).

Localizado na região central de Belo Horizonte, o Circuito Liberdade é, atualmente, o maior complexo cultural do país. O conjunto integra hoje doze espaços e museus em funcionamento, com programação própria: Arquivo Público Mineiro, Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa, Casa Fiat de Cultura, Centro Cultural Banco do Brasil, Centro de Arte Popular Cemig, Centro de Formação Artística – Cefar Liberdade; Espaço do Conhecimento UFMG, Horizonte Sebrae – Casa da Economia Criativa, Memorial Minas Gerais Vale, MM Gerdau - Museu das Minas e do Metal, Museu Mineiro e Palácio da Liberdade.

O complexo abrange a área determinada pelos eixos da Rua da Bahia, entre Avenida Augusto de Lima e Rua Tomé de Souza; da Avenida João Pinheiro, entre Avenida Augusto de Lima e Rua Gonçalves Dias; e da Rua Sergipe, entre Rua Guajajaras e Rua Tomé de Souza.

 

Programação de férias

No mês de janeiro os espaços do Circuito Liberdade recebem programação especial de férias. Entre as atrações, destacam-se diversas oficinas oferecidas gratuitamente e dirigidas tanto às crianças quanto aos adultos. O Espaço do Conhecimento, por exemplo, apresenta seis temas diferentes a serem trabalhados com os participantes. Vão desde atividades que explicam como prever as fases da Lua - e a melhor visibilidade em qualquer dia ou horário – até uma oficina de “Desenho Cego”.

“Os participantes são estimulados a identificar com a mão, sem olhar, vários objetos. E depois desafiados a desenhá-los”, explica a responsável pela oficina, Jenifer Costa.  A oficina acontece no dia 21/01.

Já no Memorial Vale, dentro de uma agenda diversificada, o “Show de Calouros”, está destinado para a garotada. Na Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa, todos os eventos acontecem no setor Infanto-juvenil, com exceção de uma exposição no setor de Coleções Especiais. A atração especial fica por conta do programa “Hora do Conto e da Leitura” que acontece todo sábado, às 10h, a partir do dia 16/01.

A Casa Fiat preparou uma oficina de máscaras de carnaval. Os participantes poderão escolher moldes de aves de Belo Horizonte, como de exemplares da fauna brasileira. O ateliê de férias começa no dia 12/01 até o dia 04/02.

 

Créditos; Lúcia Sebe/Imprensa MG

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.