segunda-feira, 14 de Março de 2016 10:46h Agência Brasil

Circuito Sesc de Artes leva programação cultural a mais de 100 cidades paulistas

Durante quatro finais de semana, do dia 1º a 24 de abril, o Circuito Sesc de Artes percorrerá 114 cidades do estado de São Paulo, nas quais não há unidades do Sesc, apresentando manifestações artísticas em espaços públicos como praças, ruas e parques

Durante quatro finais de semana, do dia 1º a 24 de abril, o Circuito Sesc de Artes percorrerá 114 cidades do estado de São Paulo, nas quais não há unidades do Sesc, apresentando manifestações artísticas em espaços públicos como praças, ruas e parques. A programação cultural será gratuita e atenderá públicos de todas as idades.

As atividades incluem música, dança, teatro, circo, cinema, artes visuais, literatura e cultura digital, em um total de 807 apresentações e intervenções artísticas nos finais de semana (sextas, sábados e domingos), com a participação de 311 artistas. São 12 roteiros com programações diferentes que se dividirão entre os municípios.

 

 

“O Circuito Sesc de Artes vai percorrer todo o interior de São Paulo levando programação intensa e de qualidade”, disse o diretor-regional do Sesc São Paulo, Danilo Santos de Miranda, acrescentando que o Circuito promove a democratização da cultura e estimula a aproximação das pessoas dessas cidades com as diversas manifestações artísticas.

Segundo Danilo, promover a itinerância da programação nessas comunidades, com a ocupação dos espaços públicos por artistas demonstra a relevância da cultura, além de despertar o interesse do público pelas diversas linguagens presentes na programação. “Através da cultura e da educação, nós podemos transformar o país”, disse Miranda.

 

 

Entre as atrações musicais, destaque para o projeto Dê um Rolê, formado pelo trio Anelis Assumpção, Márcia Castro e Curumin, que faz uma releitura do repertório dos Novos Baianos. O cantor e compositor Max de Castro revisita seu primeiro álbum, Samba Raro (2000), com canções que misturam música eletrônica, soul, samba e bossa-nova. Já o carioca Gabriel, o Pensador apresenta as músicas do seu disco mais recente, Sem Crise, com músicas inéditas retomando o hip hop e o uso de bases eletrônicas.

Nas artes cênicas, a Cia. Carroça dos Mamulengos, do Ceará, apresenta a peça de teatro Felinda, que reúne bonecos e música ao vivo para contar a história de uma moça desajeitada que foge com o circo. No espetáculo Reis da Fumaça, da Cia. do Feijão, atores e músicos interagem dançando e cantando músicas da cultura brasileira e recitando poesias.

 

 

Destaque na dança para Nelson Triunfo, que é um ícone da cultura black brasileira, e comanda um baile das antigas ao som de hip hop, soul e funk. O DJ Cleitão vai cuidar das picapes, que tocarão clássicos como Sex Machine, de James Brown; Let’s Get It On, de Marvin Gaye; e Mandamentos Black, de Gerson King Combo.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.