quinta-feira, 10 de Março de 2016 10:04h Atualizado em 10 de Março de 2016 às 10:08h. Mariana Gonçalves

Divinópolis sedia fórum sobre fomento cultural no Centro-Oeste

Divinópolis irá receber no dia 14 um encontro regional do Fórum Técnico do Plano Estadual de Cultura, promovido pela Assembleia Legislativa de Minas Gerais (ALMG)

O município será a quarta cidade do Estado a receber o evento, o qual será realizado no
Teatro Municipal Usina Gravatá (Alameda Waldemar Rausch, 213, bairro Santa Clara). As inscrições estão abertas, podem ser feitas pela internet e são gratuitas. Já foram realizados encontros regionais em Ouro Preto (Central), Araxá (Alto Paranaíba) e Paracatu (Noroeste). Ao todo, doze encontros regionais devem ser feitos até maio.

 

 


Após o credenciamento dos participantes, a programação do encontro regional prevê uma palestra de abertura: “Contextualização e Processo de Construção do Plano Estadual de Cultura (O contexto do Sistema Nacional de Cultura e o Plano Estadual no contexto da Política Estadual de Cultura)”. Em seguida, serão formados os grupos de trabalho, que discutirão as propostas contidas no documento. Ao final do evento, serão eleitos os representantes regionais que comparecerão à etapa final do fórum, em junho, na ALMG. O Documento de Propostas será então entregue à Presidência da Casa.

 

 

 

DIVINÓPOLIS

Proposto pelo Projeto de Lei (PL) 2.805/15, do governador, o Plano Estadual vigorará por dez anos. Apesar de ter um conselho e fundo municipal destinados à Cultura, Divinópolis ainda não possui um plano municipal. De acordo com o presidente da Comissão de Cultura, deputado Bosco (PTdoB), em nota enviada pela assessoria de comunicação da Assembleia Legislativa, muitos municípios sofrem com a ausência de legislação específica. “Principalmente no interior, há diversos grupos culturais importantes com o pires na mão”, lamentou. O parlamentar frisou também a importância da construção deste planejamento ser coletiva. “O objetivo não é discutir um plano para um governo, mas algo de longo prazo”, afirmou.

ARTICULAÇÃO

O objetivo do fórum técnico é democratizar a discussão do PL 2.805/15, possibilitando que os parlamentares reúnam sugestões da sociedade para aprimorar o projeto que tramita na ALMG. O secretário de Estado de Cultura, Angelo Oswaldo, que vem participando dos encontros regionais, entregou oficialmente o texto do projeto à Assembleia, durante audiência pública da Comissão de Cultura, em agosto de 2015. Na ocasião, ele lembrou que o Plano Estadual é uma antiga reivindicação do setor, pois articula o fomento à cultura de forma sistêmica, por meio da associação entre municípios, estados e União.

 

 


Na mensagem do governador Fernando Pimentel, que encaminhou a proposição, foi destacado ainda que o Plano Estadual tem relação direta com a Lei Federal 12.343, de 2010, que instituiu o Plano Nacional de Cultura (PNC). De acordo com essa norma, os entes da federação que aderirem ao PNC deverão elaborar seus planos decenais em até um ano após assinatura do termo de adesão voluntária, em consonância com as diretrizes, metas e estratégias previstas nacionalmente.

 

 


Ainda segundo a mensagem governamental, o plano é um "documento transversal e multissetorial, baseado no entendimento de cultura como expressão simbólica, cidadã e econômica, contemplando a diversidade cultural e regional do Estado”. Ele é dividido em quatro eixos, 21 estratégias e 167 ações previstas para as diversas áreas culturais. Os eixos previstos são: cultura e desenvolvimento com participação; política para as artes; patrimônio cultural; e sistemas de financiamento. No projeto, são mostradas as estratégias, as ações e as metas para cada eixo temático.

 

 


O Plano Estadual integra ainda o Sistema Nacional de Cultura (SNC), criado pela Emenda 71 à Constituição Federal. Conforme a emenda, estados, Distrito Federal e municípios deverão organizar seus respectivos sistemas de cultura em leis próprias, tendo por base o SNC, que se fundamenta, por sua vez, na política nacional de cultura e nas suas diretrizes, estabelecidas no Plano Nacional de Cultura.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.