segunda-feira, 7 de Março de 2016 12:31h Agência Minas

Faop convida comunidade para a confecção dos tradicionais tapetes na Semana Santa

Trabalho usa a arte para preservar o patrimônio cultural na cidade histórica. Interessados podem participar de oficinas e palestras

Durante a noite do Sábado de Aleluia, neste ano celebrado em 26 de março, a Fundação de Arte de Ouro Preto (Faop), vinculada à Secretaria de Estado de Cultura, confeccionará os tradicionais tapetes devocionais. O trabalho cria o cenário para receber a Procissão da Ressurreição na cidade de Ouro Preto.

Participam das atividades os alunos e funcionários da Faop, a comunidade e os turistas que vêm à cidade para os festejos da Semana Santa. Aos interessados em participar da confecção dos tapetes, basta comparecer ao trajeto da Procissão a partir das 20h do Sábado de Aleluia, após o fechamento do trânsito pela Guarda Municipal.

 

 

A tradição dos tapetes se transformou numa atração a mais no calendário religioso da cidade,  onde a Faop promove o resgate com oficinas e palestras e mobilização dos alunos da Escola de Arte Rodrigo Melo Franco de Andrade e da comunidade.

Além do propósito religioso, a fundação realiza essas atividades com o intuito de trabalhar pelo patrimônio e prezar pela cultura da cidade de Ouro Preto.

 

 

A tradição de adornar as ruas para passagem de cortejos ultrapassa séculos é relacionada à entrada de Cristo em Jerusalém, quando a população cobre as ruas com ramos para a sua passagem. Em Ouro Preto, a confecção de tapetes devocionais remete à reinauguração da matriz do Pilar, no ano de 1733.

A festividade, que ficou conhecida como Triunfo Eucarístico, foi incorporada e aplicada durante as liturgias das Semanas Santas e de outros eventos religiosos com o passar dos anos.

 

 

Desenhos com serragens

A arte de fazer tapetes é uma expressão coletiva, onde as serragens dão formas aos desenhos que simbolizam a fé dos homens. A Faop é incentivadora da tradição de ornamentação das ruas com os tapetes devocionais, promovendo ações para a preservação da cultura.

Para isso, a fundação oferece palestras, cursos e oficinas abertas a toda a comunidade ouro-pretana e demais interessados, também incentivando a difusão e valorização da tradição nos mais diversos espaços com o programa Tapete+Arte, que leva os tapetes devocionais para outros espaços como galerias, museus, espaços urbanos e outras cidades do país e do mundo, como aconteceu na França em 2012.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.