quinta-feira, 22 de Setembro de 2016 16:35h Atualizado em 22 de Setembro de 2016 às 16:44h. Agência Brasil

Fundação do Livro promove leitura compartilhada para formar novos leitores

Representante no Brasil do International Board on Books for Young People (IBBY), entidade consultora da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco)

Representante no Brasil do International Board on Books for Young People (IBBY), entidade consultora da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco), a Fundação Nacional do Livro Infantil e Juvenil (FNLIJ) estendeu até o próximo dia 3 de outubro as inscrições do concurso “Era uma vez...Uma proposta de leitura compartilhada”. O objetivo é fortalecer a formação de novos leitores, por meio da leitura compartilhada.

A cada ano, uma representação nacional cuida da elaboração do cartaz e da mensagem que vai ser distribuída no mundo todo. “Esta é a terceira vez que o Brasil, por meio da FNLIJ, é o responsável por esse material todo do IBBY”, disse hoje (21), a assessora da Secretaria-Geral da FNLIJ, Mariana Elia. “A gente quis dar um relevo maior este ano. Como a mensagem é brasileira, a gente fez uma ação maior que, no caso, é o concurso”.

O objetivo é promover o ato da leitura compartilhada entre as crianças com educadores, pais ou responsáveis. “Uma das crenças da Fundação é que a criança sempre vai gostar de ler se tiver um adulto (perto dela) que goste de ler. Ler junto promove também o gosto pela leitura”, destacou Mariana.

A ideia, reforçou é, ao se criar um relato ficcional ou real, com esse material do IBBY, “criar essa vontade de a leitura ficar também na cabeça dos adultos”. A FNLIJ trabalha com ações de promoção da leitura. Uma delas é a comemoração do Dia Internacional do Livro Infantil, no dia 2 de abril de cada ano, data do nascimento do escritor infantil Hans Christian Andersen, na Dinamarca, em 1805.

Vencedores

Professores, educadores, bibliotecários e adultos de todo o país que incentivem a prática da leitura infantil podem se inscrever no concurso. Eles terão que elaborar um texto baseado na mensagem criada por Luciana Sandroni e ilustrada por Ziraldo em sala de aula ou espaço de educação. O trabalho deve apresentar a forma como a criança e o jovem interagiram com a história e a ilustração, além de estar desvinculado de qualquer caráter didático.

“É uma maneira também de divulgar o Dia Internacional do Livro Infantil”, afirmou Mariana Elia. Entre outras características que serão levadas em conta na premiação constam a originalidade, organização de ideias e clareza na escrita.

A comissão julgadora será composta por especialistas indicados pela FNLIJ. A divulgação dos vencedores ocorrerá em novembro, ainda sem data definida, prevendo-se a entrega dos prêmios até o final de dezembro. Poderão ser até três vencedores em cada categoria (ficção e relato de situação real de leitura compartilhada).

Os trabalhos devem ser enviados até o dia 3 de outubro (data da postagem dos correios) para a sede da FNLIJ, na Rua da Imprensa, 16 – salas 1212 a 1215 – CEP 20030-120 – Rio de Janeiro – RJ. O prêmio para os vencedores será um acervo de livros para crianças e jovens, informou a FNLIJ.

O regulamento pode ser acessado no site www.fnlij.org.br/site/images/Regulamento_DILI.pdf.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.