segunda-feira, 4 de Abril de 2016 13:04h Agência Brasil

Morre no Rio a atriz e empresária teatral Tereza Rachel

A atriz e empresária teatral Tereza Rachel morreu no sábado (2), aos 82 anos, no Hospital São Lucas, em Copacabana, zona sul do Rio, de complicações decorrentes de um quadro agudo de obstrução intestinal

A informação foi divulgada hoje (4) pela assessoria de imprensa do hospital, onde Tereza Rachel estava internada desde o dia 30 de dezembro do ano passado.

Nascida em Nilópolis, na Baixada Fluminense, em 19 de agosto de 1935, Teresinha Malka Brandwain Taiba de La Sierra adotou o nome artístico de Tereza Rachel. Ela iniciou a carreira em 1955, na peça Os Elegantes, de Aurimar Rocha.

 

 

 

Atuou em cerca de 30 peças, mas ficou mais conhecida pelo grande público pelos papéis que interpretou, muitas vezes de vilãs ou mulheres temperamentais, em 21 telenovelas, como O Astro (1978), Baila Comigo (1980), Louco Amor (1983), Que Rei sou Eu? (1989) e A Próxima Vítima (1995).

No cinema, Tereza Rachel participou de 12 filmes, entre eles A volta do filho pródigo (1978) e Pedro Mico (1985), dirigidos por seu segundo marido, o cineasta Ipojuca Pontes.

 

 

 

Produtora teatral, a atriz fundou em 1971 o seu próprio teatro, em Copacabana. Nele, apresentou espetáculos de vanguarda e de grande sucesso nos anos 80, o que tornou a casa uma referência na vida teatral carioca.

Em 2001, por dificuldades financeiras, Tereza Rachel foi obrigada a arrendar o teatro para a Igreja Universal do Reino de Deus. Em 2011, a casa voltou a ser um espaço teatral, arrendada pelo produtor Frederico Reder e sob o patrocínio da empresa de telecomunicações. O atual Teatro Net Rio mantém o nome de Tereza Rachel em sua principal sala de espetáculos.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.