quinta-feira, 4 de Fevereiro de 2016 12:56h Secretária de Cultura de Minas Gerias

Ouro Preto leva tradição e inovação musical para a rua no Carnaval 2016

A meta é valorizar a cultura ouro-pretana e contribuir para ampliação do repertório dos turistas e locais com a vinda de músicos e estilos inovadores

O Carnaval acontece é na rua. Ouro Preto, cidade Patrimônio Cultural da Humanidade, reconhecida pela UNESCO, prezará pela cultura popular na programação gratuita da folia em 2016. As praças barrocas se tornam palco de shows da cena musical contemporânea nacional, internacional e local, que páram para dar passagem aos blocos tradicionais, os grandes protagonistas da festa.

 

“A nossa meta é valorizar a cultura ouro-pretana e contribuir para a ampliação do repertório dos turistas e locais com a vinda de músicos e estilos inovadores”, se orgulha, Patrícia Tavares, uma das diretoras da Do Brasil Eventos, empresa organizadora do Carnaval 2016.

Entre as provas do cumprimento da proposta está a confirmação das apresentações dos Figueroas, grupo alagoano que combina ritmos nordestinos com lambada, e da banda alemã de sopro Yellow Cap, uma mistura de influências do funk, punk, rock, jazz, música latina e do ska e reggae.

 

Além dos blocos, como a Bandalheira Folclórica Ouro Pretana e o centenário Zé Pereira do Clube dos Lacaios, o samba marca presença com os Candogueiros. Com direção musical de Chiquinho de Assis, o grupo apresentará suas próprias composições pelas ruas de pedra da cidade barroca.

 

Na hora da folia, não se esqueça de cuidar das ruas, prédios e monumentos. Preserve nossa história, carnaval bom é com responsabilidade!

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.