sexta-feira, 12 de Fevereiro de 2016 11:01h Agência Minas

Prêmios BDMG Instrumental e Marco Antônio Araújo estão com inscrições abertas

Novidades nos regulamentos incluem aumento da premiação e novo local para show dos vencedores

A partir de 15 de fevereiro, compositores e arranjadores mineiros ou residentes no estado há mais de dois anos podem ser inscrever gratuitamente no XVI Prêmio BDMG Instrumental e no Prêmio Marco Antônio Araújo, realizados pelo BDMG Cultural, por meio do patrocínio do Ministério da Cultura e do Banco de Desenvolvimento de Minas Gerais. As inscrições vão até 29 de março e os regulamentos e fichas de inscrição estão disponíveis no site da instituição, www.bdmgcultural.mg.gov.br.

Este ano, os editais de concorrência pública apresentam novidades que pretendem valorizar ainda mais os candidatos e ampliar as oportunidades de participação. Na 16ª edição do Prêmio BDMG Instrumental, dedicada aos compositores, arranjadores e instrumentistas, os quatro vencedores receberão a premiação no valor de R$ 10.000,00 (dez mil reais) e shows em BH e São Paulo, no programa “Instrumental Sesc Brasil”.

Na capital mineira, os músicos poderão convidar um artista de renome para se apresentar no teatro do Centro Cultural Banco do Brasil (CCBB). Além disso, a premiação para os dois finalistas também aumentou para R$ 4.000,00 (quatro mil reais). Artistas que tiverem vencido as últimas cinco edições da premiação não poderão concorrer.

O Prêmio Marco Antônio Araújo também tem mudanças. Lançado em 2003, com a intenção de homenagear um dos pioneiros da música instrumental em Minas Gerais, a premiação consagra o melhor CD instrumental, autoral e de produção independente produzido no ano anterior ao prêmio. Este ano, concorrem os trabalhos finalizados entre janeiro e dezembro de 2015.

O vencedor recebe premiação em dinheiro, no valor de R$ 4.000,00 (quatro mil reais), e se apresenta na final do XVI Prêmio BDMG Instrumental, dia 1º de maio, no Teatro Sesiminas. O novo regulamento abre a possibilidade para ganhadores de edições passadas, que podem concorrer novamente, caso tenham sido vitoriosos há mais de três anos e tenham menos de três discos lançados.

 

 

Vencedores

Músicos como Thiago Delegado, Warley Henrique, Cléber Alves, Geraldo Vianna e Juarez Moreira já venceram as premiações. Alguns deles, como Rodrigo Torino, se tornaram duplamente vencedores, recebendo tanto Prêmio BDMG Instrumental quanto o Prêmio Marco Antônio Araújo, revelando a continuidade das iniciativas e sua importância nas carreiras dos participantes.

“Minha trajetória nos programas do BDMG Cultural começou bem antes, quando fui selecionado pelo Jovem Instrumentista , em 2003, e recebi uma bolsa de estudos com Ivan Corrêa, fundamental para a minha profissionalização. Essas premiações passaram então a ser objetivos. Tentei o BDMG Instrumental em 2007 e não ganhei. Em 2010, me inscrevi novamente e alcancei mais uma meta, como vencedor. Isso consagrou a minha carreira”, explicou o compositor e instrumentista Rodrigo Torino.

O músico foi consagrado no ano passado pelo Prêmio Marco Antônio Araújo, pelo melhor CD do ano de 2014, com o grupo Senta a Pua. “Este trabalho foi composto e dirigido por mim. Isso pontuou mais uma etapa e mostrou a evolução da minha música. Esse suporte e incentivo servem de inspiração para quem quer seguir essa caminhada”, completou o compositor.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.