Projeto Minha Cidade Lê recebe Troféu Orfeu em Divinópolis.

A Prefeitura de Divinópolis, através da Secretaria Municipal de Educação (Semed), pelo Projeto Minha Cidade Lê, receberá no dia 11 de março, às 19h30, no Teatro Usina Gravatá, o Troféu Orfeu 2020, oferecido pela Academia Divinopolitana de Letras (ADL).

Para a secretária de Educação, Vera Prado, o Troféu é um reconhecimento aos educadores da rede municipal de ensino. “Este é um reconhecimento, aos professores e os demais profissionais que, brilhantemente, desenvolvem o Projeto Minha Cidade Lê em cada unidade escolar e, por meio da literatura, contribuem para a formação das crianças e estudantes. Ele estende-se também aos grandes parceiros do projeto como palestrantes, artistas, autores, agentes culturais e universidades que, também, muito contribuem para a formação continuada dos professores para atuarem no Projeto Minha Cidade Lê” destacou.

Na solenidade deste ano, os momentos artísticos estarão sob a responsabilidade da Associação Musical Cajuruense, dos cantores Karuline Lopes e João Batista, Banda da &ª Região da Polícia Militar e Maiher Menezes Escola da Dança.

Homenageados 2020

 

Nesta edição, além do Projeto Minha Cidade Lê, recebem o Orfeu 2020 as seguintes personalidades e instituições: o prefeito Galileu Teixeira Machado; Anderson Silva, regente da Banda Municipal; Associação Musical Cajuruense, regente Marcos Rodrigues; Coral Santos Anjos – 50 anos, regentes Lucas e Teresinha Corrêa; Coral Nossa Senhora Aparecida, regente Breno Oliveira; Grupo Divisax, coordenador Josmar Mendonça; a artista plástica Karol Canto; a cantora Karuline Lopes, de Carmo da Mata; o escritor Márcio Almeida, de Oliveira; Neidelene Pereira, diretora artista do projeto Fazendo Arte; Tio Lé Samba e Choro, da família Sanches.

Recebem também: o ambientalista Adriano Guimarães Parreira, professor da Uemg e técnico pesquisador da UFSJ; Associação Terra de Deus (Cruz de Todos os Povos), presidente José Geraldo da Silva Lucas; Igor Mascarenhas Eto, secretário-geral do Governo de Minas Gerais; Irajá Nogueira, presidente do Sindicato Rural, pelos 50 anos da Divinaexpô; Leonardo Moreira Pio, delegado regional de Polícia Civil; Manoel José Brandão, presidente da 48ª Subseção da OAB; Patrícia Coelho, assessora especial de Assuntos Comunitários da Prefeitura de Divinópolis; Roberto Rodrigues, diretor da Escola Estadual Joaquim Nabuco; Coronel Webster Wadim Passos Ferreira de Souza, comandante da 7ª Região da Polícia Militar; e o cientista do ano, professor Richardson Miranda Machado, da UFSJ.

A premiação foi criada em 2015 pela Academia Divinopolitana de Letras para agraciar os músicos que muito colaboraram com a gestão da instituição, porém, por sugestão dos acadêmicos, foi ampliado para outras categorias, incluindo pessoas que tenham prestado algum favor à Academia ou que estejam trabalhando para o desenvolvimento de Divinópolis, ou se destacando na região através da arte e da literatura.

© 2009-2020. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.