sexta-feira, 18 de Março de 2016 13:30h Secretária de Cultura de Minas Gerias

Sempre Um Papo recebe Ruy Castro e Heloisa Seixas

O casal de escritores Ruy Castro e Heloisa Seixas são os convidados do Sempre Um Papo para debate e lançamento de seus livros “A Noite do Meu Bem: A História e as Histórias do Samba-Canção” (Cia das Letras) e “O Oitavo Selo” (Cosac Naify), respectivamente

O encontro tem o patrocínio da Gerdau e ocorre no dia 29 de março, terça-feira, às 19h30, no MM Gerdau - Museu das Minas e do Metal, que fica na Praça da Liberdade, em Belo Horizonte, com entrada gratuita.

“A Noite do Meu Bem: A História e as Histórias do Samba-Canção” – Em 1946, o presidente Eurico Gaspar Dutra proíbe os jogos de azar no Brasil. A decisão gerou uma legião de desempregados - e um grande contingente de boêmios carentes. Os cassinos fecharam, mas os profissionais da noite logo encontraram um novo ambiente: as boates de Copacabana. Em vez das apresentações grandiosas, as boates favoreciam a penumbra, a intimidade, o romance. Assim como a ambience, a música baixou de tom. Os músicos voltaram aos palcos, mas em formações menores, tocando quase como um sussurro ao ouvido. Essa nova música, as boates e o contexto que fez tudo isso possível são o tema do novo livro de Ruy Castro, que mais uma vez nos delicia com sua prosa arrebatadora.

 

“O Oitavo Selo” é definido por Heloisa Seixas como sendo "um quase romance".  A obra tem por protagonista um personagem da vida real, seu marido, o escritor Ruy Castro. Intercalando ficção e realidade, em uma narrativa hipnótica que inclui beleza e horror, o livro mostra os diversos momentos de um homem diante da morte. Os “selos” a que se refere o título são os diferentes trâmites enfrentados, uma saga que inclui drogas, alcoolismo e doenças gravíssimas. Com muitas referências literárias, musicais e cinematográficas o livro é resultado da parceria de vida desses dois escritores brasileiros, começada há mais de vinte anos.

 

 

RUY CASTRO nasceu em 27 de fevereiro de 1948, em Caratinga, Minas Gerais. Jornalista, conhecido principalmente como biógrafo, reconstituiu histórias de personagens e ídolos brasileiros como Garrincha, Carmen Miranda e o escritor Nelson Rodrigues. Como biógrafo também contou em livros a história da Bossa Nova e do Bairro de Ipanema, do Rio de Janeiro. Como tradutor, transpôs clássicos da literatura estrangeira como Frankstein, de Mary Shelley e Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll. Como jornalista, Ruy Castro teve passagens pelos principais veículos de comunicação do país: O Pasquim, Jornal do Brasil, Folha de São Paulo, Veja São Paulo, Isto É, Playboy, Status e Manchete. Entre as suas principais obras estão: Estrela Solitária – Um Brasileiro Chamado Garrincha – 1995 (prêmio Jabuti em 1996), Saudades do Século XX – 1994, O Anjo Pornográfico: A Vida de Nelson Rodrigues – 1992, entre outros.

 

 

 

HELOISA SEIXAS nasceu no Rio de Janeiro, em 1952. Casada com o escritor Ruy Castro, é autora de mais de 10 livros, dentre os quais “Pente de Vênus: Histórias do Amor Assombrado”, “A Porta” e “Pérolas Absolutas”, finalistas do Prêmio Jabuti. Seu livro “O Lugar Escuro” foi adaptado e tornou-se uma peça de teatro exibida no Rio de Janeiro, Curitiba e Fortaleza.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.