quinta-feira, 18 de Fevereiro de 2016 12:20h Secretária de Cultura de Minas Gerias

Solenidade na Biblioteca Pública marca a doação da Coleção José Aparecido de Oliveira

A Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa recebeu ontem (17) a Coleção José Aparecido de Oliveira, em solenidade que contou com a presença do Secretário de Estado de Cultura

A Biblioteca Pública Estadual Luiz de Bessa recebeu ontem (17) a Coleção José Aparecido de Oliveira, em solenidade que contou com a presença do Secretário de Estado de Cultura, Angelo Oswaldo, do Superintendente de Bibliotecas Públicas e Suplemento Literário, Lucas Guimaraens, e de diversas autoridades e intelectuais mineiros. Angelo Oswaldo frisou a importância deste acervo para as pesquisas acerca da história e da política brasileira no período que antecedeu a ditadura, durante o governo militar e na redemocratização do país, além de reforçar o papel que José Aparecido teve na valorização da cultura no contexto político brasileiro.

 

 

A esposa de José Aparecido de Oliveira, Dª Maria Leonor Gonçalves de Oliveira, acompanhada dos filhos José Fernando e Maria Cecília, foi convidada de honra da cerimônia, prestigiada ainda por vários familiares e amigos do homem público mineiro. O local e a data da solenidade eram também plenos de significado: o teatro da Biblioteca Pública leva, desde 2008, o nome de José Aparecido de Oliveira; e 17 de fevereiro marca o aniversário do político, falecido em 2007.

 

 

 

A coleção

Composta por mais de 1.200 obras que pertenceram a três grandes políticos brasileiros (o próprio José Aparecido de Oliveira, o ex-presidente da República Jânio Quadros e o ex-governador de Minas Gerais, Magalhães Pinto), a coleção retrata um período importante da história do Brasil. Grande parte dos exemplares traz ainda autógrafos e dedicatórias de personalidades da vida cultural e política do país, como Darcy Ribeiro, Fernando Sabino e Sobral Pinto.

 

 

José Aparecido de Oliveira

Nascido em 1929, em São Sebastião do Rio Preto (MG), então distrito de Conceição do Mato Dentro, José Aparecido de Oliveira foi o primeiro secretário de Cultura de Minas Gerais, no governo de Tancredo Neves, e o primeiro ministro da Cultura do país, no governo de José Sarney. Foi ainda governador do Distrito Federal entre 1985 e 1988 e Embaixador do Brasil em Portugal.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.