quinta-feira, 16 de Abril de 2015 11:14h Atualizado em 16 de Abril de 2015 às 11:17h. Lorena Silva

28º Inverno Cultural da UFSJ traz como temática a “Cultura da Água”

Em Divinópolis, evento vai ocorrer do dia 24 de julho a 1º de agosto. Programação oficial deve ser divulgada na primeira semana de junho

Com o tema “Cultura da Água”, o 28º Inverno Cultural da Universidade Federal de São João del-Rei (UFSJ) será realizado em Divinópolis pela terceira vez, sendo que no município o evento vai ocorrer do dia 24 de julho a 1º de agosto. A informação foi repassada pelo pró-reitor de Extensão e Assuntos Comunitários da UFSJ, Paulo Henrique Caetano – que também é coordenador geral do evento –, em um encontro com a imprensa na tarde de ontem.
De acordo com Paulo Henrique, o tema foi escolhido como uma forma de alertar, por meio da arte e da cultura, como a água tem sido desprezada e mal utilizada pela sociedade. “A gente precisa, através da arte, da cultura e de quaisquer aspectos da vida na sociedade, pensar em preservar esse patrimônio porque ele é o fundamento da paz, da solidariedade e da vida. Se a gente pensa um evento cultural de grande porte concentrado nessa temática, certamente nós vamos inspirar toda a sociedade”, destacou.
Além da data de realização do evento e do tema abordado este ano, o coordenador também anunciou o Complexo Gravatá, no bairro Santa Clara, como o local no município que vai abrigar praticamente todas as atividades do Inverno Cultural. “As atividades ficarão concentradas principalmente no Complexo Gravatá, utilizando a Escola de Música, o Teatro Gravatá e toda a região próxima, como pátio e estacionamento”, explicou.
De acordo com o pró-reitor, ainda estão sendo estudados os locais que poderão receber o grande show previsto para Divinópolis. Inicialmente, há a possibilidade de ocorrer na Praça da Catedral ou no espaço do final da Rua Pitangui, no bairro Bom Pastor. Já a programação oficial deve ser divulgada na primeira semana de junho. Durante o encontro, Paulo Henrique também ressaltou a importância do envolvimento do município e da sociedade no evento.
“Estamos muito felizes em realizar o Inverno Cultural em Divinópolis, porque a gente percebeu que há uma grande predisposição da cidade e das instituições municipais em trabalharem conosco. A gente já quer deixar claro para sociedade que o Inverno Cultural não é da UFSJ. A gente é uma universidade pública, federal, que se junta com os municípios, tem as mesmas aspirações para difundir, capacitar e melhorar a forma de lidarmos com a arte e a cultura. Que sejam elementos intermediadores de uma vida mais harmônica em sociedade”, pontuou o pró-reitor.

 

PROPOSTAS
Outro tema abordado durante o encontro foi o envio de propostas de atividades para o evento, que está aberto até a próxima quarta-feira. A seleção foi dividida em dois editais, que envolvem diversas áreas de atuação dentro do evento. O primeiro deles é voltado para eventos de Artes Cênicas – como dança, circo e teatro – e de Música – como shows, recitais e concertos.
Já o segundo edital tem o objetivo de receber propostas de oficinas, palestras, performances poéticas, exposições de artes plásticas ou visuais, mostras de vídeo ou cinema e lançamentos de livros, que se dividam em sete áreas de atuação: Artes Cênicas, Artes Plásticas, Artes Visuais, Arte-Educação, Literatura, Música e Especiais.
O envio das propostas deve ser feito exclusivamente pelo site do evento, no endereço www.invernocultural.ufsj.edu.br. “Eu gostaria de ver a sociedade de Divinópolis e região [participando da seleção]. As pessoas que atuam na arte, na cultura, no patrimônio histórico, em corporeidades, por favor enviem propostas para o nosso edital para a gente entender a riqueza e a diversidade dessa região sendo demonstrada no nosso festival. O festival é de todos e precisa ter a cara de todo mundo”, finalizou o coordenador.

 

 

Crédito: Lorena Silva

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.