quarta-feira, 26 de Agosto de 2015 13:51h

42 mil quilos de materiais que poderiam representar risco de dengue foram recolhidos

Casos da doença já somam 1.562 registros

As ações de combate a dengue ocorrem em várias frentes em Divinópolis. Dá orientação a população, as visitas domiciliares ao recolhimento de objetos que possam se constituir em criadouros do mosquito Aedes aegypti estas ações estão sendo realizadas por toda a cidade, priorizando as regiões onde é alto o número de notificações e de casos de dengue. No total, nas duas ações acima, foram recolhidos entre objetos variados 42.067 kg de materiais onde milhões de mosquitos poderiam se desenvolver.

Todo esforço dos agentes de combate a dengue da Diretoria de Vigilância em Saúde da Secretaria Municipal de Saúde (Semusa) pode ser quantificada em números por meio dos Arrastões de Limpeza que são realizados em locais estratégicos. Somente no mês de agosto, em 11 bairros da cidade distribuídos em várias regiões da cidade, foram coletados 37.490 kg de materiais diversos (garrafas pet, plásticos, latas entre outros) que poderiam se constituir em potenciais criadouros do mosquito da dengue.

Dentre os bairros que passaram por este serviço este mês o campeão do desleixo foi o bairro Tietê com 10.900 kg materiais recolhidos. Afonso Pena, Centro e Dom Pedro também estão em lugar de destaque nesta lista com mais de 3.000 kg de materiais coletados.

Neste mesmo período foram recolhidos e encaminhados para o ecoponto da Prefeitura 569 pneus. Juntos somam 9.577 kg. O material agora terá um descarte correto não poluindo o meio ambiente e deixando de servir como “berçário” para o desenvolvimento do Aedes aegypti.

“Os números do mês de agosto são expressivos, mas ainda há muito que fazer. O trabalho só fica completo se houver o engajamento da população. Dez minutos por semana é o suficiente para eliminar de dentro de suas residências os criadouros do mosquito da dengue. Se todos colaborarem iremos reduzir, e muito, a incidência desta doença em Divinópolis”, explica Celina Pires – diretoria da vigilância em saúde.

Balanço

O boletim de controle da dengue aponta que o número de pessoas confirmadas com dengue já soma 1.562 casos. Os casos notificados como suspeitos correspondem a 2.039 registros.
O Centro, com 137 casos, o Icaraí com 93, e o Serra Verde com o 86 são os bairros de Divinópolis com a maior incidência de dengue.

Arrastões de Limpeza/Agosto:

Porto Velho - 1.600 kg
Alto São João de Deus - 3.090 Kg
Danilo Passos - 620 Kg
Dom Pedro - 3.200 Kg
Bom Pastor - 2.600 Kg
Comunidade Lopes - 1.350 Kg
Centro B - 3.200 Kg
Tietê - 10.900 Kg
Padre Libério - 530 kg
Afonso Pena - 3.600 Kg
Alvorada - 1.800 kg
TOTAL - 32.490 kg

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.