segunda-feira, 1 de Agosto de 2011 09:21h Flaviane Oliveira

A Spad protege animais e possibilita a adoção dos cães e gatos recolhidos nas ruas da cidade

Associação trabalha em defesa dos animais

Machucados, cheios de marcas e feridas, desnutridos e fracos. É assim que a maioria dos animais chega à sede da Sociedade Protetora dos Animais em Divinópolis (Spad). Casos tristes e que causam grande comoção são registrados pela entidade. Sem qualquer recurso público, os membros da Sociedade, que trabalham de forma voluntária, arcam com todas as despesas no tratamento e reabilitação dos animais recolhidos. Porém a verba disponível nem sempre é suficiente para trabalhar junto a esses animais.


A Spad alimenta, oferece consultas veterinárias e abriga os animais até a adoção. Graças a esse trabalho muitos animais puderam ter a saúde recuperada e encontrar uma nova família.


A Sociedade trabalha para possibilitar as adoções dos animais. Amanda Lopes, uma das voluntárias explicou que as condições para adoção são bem simples. Para se candidatar a adotar um dos animais basta demonstrar interesse e a partir daí entrar em contato para fazer a escolha do animal. Então é assinado um termo de compromisso e em seguida a Spad faz uma visita ou liga para o candidato para finalizar o processo de adoção. No último ano, a Sociedade realizou uma feira para possibilitar a adoção de alguns animais que foram tratados e cuidados pelos voluntários.

 

APOIO


O trabalho em prol dos animais exige comprometimento e boa vontade por parte dos interessados, por isso toda ajuda é bem vinda. Existem várias formas de ser um voluntário em favor dos animais. O voluntário pode doar uma parte do tempo que tem uma vez por semana, ou duas vezes por mês, para ajudar no trabalho que melhor se enquadrar no seu perfil ou se preferir também pode se tornar um sócio-contribuinte através de doações financeiras mensais ou doações de ração, medicamento, produtos de limpeza e outros materiais.
 

Os voluntários podem ajudar de várias formas, como auxílio no cuidado diário dos animais que ainda não estão disponíveis para adoção ou mesmo no transporte de ração, de animais ao veterinário, animais que vão se recuperar nas casas de voluntários.


A Spad necessita também de profissionais dos vários segmentos para auxiliarem no seu trabalho, como advogados, veterinários, pedreiros, publicitários, jornalistas.


Para adotar ou contribuir de alguma forma com a Spad, basta entrar em contato pelo telefone (37) 9939 0254 e um dos membros da Associação fará contato. Os interessados também podem acessar o site http://www.spad.org.br.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.