quinta-feira, 22 de Setembro de 2016 15:02h Atualizado em 22 de Setembro de 2016 às 15:07h. Pedro Gianelli

Ação social celebra Dia do Portador de Marca-passo

Com o tema “Não deixe o seu coração sair do ritmo, tome uma medida de pulso”, médicos e profissionais da área de saúde vão orientar como medir a frequência cardíaca de forma bastante simples: pela medição dos batimentos no pulso

Em Divinópolis, a comemoração dessa data será no Hospital São João de Deus. Coordenado pelo Médico Cardiologista e Arritmologista, Dr. Daniel Soares Sousa, alunos de medicina da Universidade Federal de São João Del Rey, campus Dona Lindu e profissionais da área, distribuirão cartilhas com explicações sobre os principais dispositivos eletrônicos cardíacos implantáveis, suas indicações, cuidados pré e pós-operatórios e orientações para a prática de esportes e atividades diárias. Entre as principais dúvidas serão esclarecidas possíveis interferências de outros aparelhos eletrônicos como: microondas, portas giratórias de bancos, ressonância magnética para o funcionamento do aparelho e ainda se é permitida a prática de atividade física para seus portadores.

Durante toda a tarde de amanhã, também serão exibidos vídeos sobre a cirurgia de marca-passo, como ela é feita, a sua simplicidade e o beneficio para o paciente. De acordo com o médico Cardiologista e Arritmologista do HSJD, Dr. Daniel Soares Sousa, a intenção é atingir toda a população que circula pelo hospital, tanto os profissionais da área de saúde, acompanhantes e pacientes. “As principais atividades serão direcionadas para medir a pressão, ensinar a população como aferir o pulso cardíaco através do pulso radial, orientá-las sobre os mitos que tem em relação ao marca-passo e o que o paciente portador do aparelho pode ou não pode fazer”, explica.

A cidade de Divinópolis foi selecionada para realizar as atividades devido à presença constante da equipe de marca-passo no Departamento de Estimulação Cardíaca Artificial - DECA. “Devido a essa presença nas reuniões do DECA, nós fomos contemplados e somos uma das sedes nacionais dessa campanha. Além claro, do Hospital São João de Deus ser uma instituição precursora na estimulação cardíaca, que realizou o primeiro implante de marca-passo da região e também por ser o único hospital que atende SUS na cidade. Então, por estes motivos, nós optamos por fazer a campanha aqui dentro do hospital”, justifica Dr. Daniel.

Segundo o presidente da ABEC/DECA - Associação Brasileira de Arritmia, Eletrofisiologia e Estimulação Cardíaca Artificial/Departamento de Estimulação Cardíaca Artificial, Dr. Cláudio Fuganti, as arritmias são caracterizadas por batimentos lentificados, acelerados ou falhas nos batimentos cardíacos. Já a insuficiência cardíaca é a deficiência do coração em bombear o sangue, causando muitos sintomas, como falta de ar, cansaço, inchaços, internações hospitalares e aumento da mortalidade. Atualmente, 22 milhões de pacientes são portadores de insuficiência cardíaca no mundo.

 

NÚMEROS

Segundo dados do Censo Mundial de Marca-passo e Desfibriladores, o Brasil perde nesses procedimentos para países vizinhos como Argentina, Uruguai e Chile. Por aqui são implantados 199 dispositivos móveis por milhão de habitantes, enquanto no Chile são 216, na Argentina 382, no Uruguai 578 e em Porto Rico 606 marca-passos por milhão de habitantes.

Em países desenvolvidos esses números são ainda mais expressivos: 746 na Espanha, 762 em Portugal e 1.126 marca-passos por milhão de habitantes nos Estados Unidos. Na França são 1.019, na Itália 1.048 e na Alemanha 1.267.

Em nosso país existe também uma grande subnotificação de pacientes portadores de insuficiência cardíaca, que possuem alterações graves, mas sem identificação. Ainda assim, o país lidera o número de mortes por insuficiência cardíaca no mundo, que representa uma em cada três internações no sistema de saúde. São 100 mil novos casos a cada ano e 12,5% dos internados por causa da doença morrem no hospital. "Muitos acreditam, por exemplo, que é normal o idoso estar cansado e não ter disposição para mais nada, mas não é. Ele pode e deve ter qualidade de vida. Um implante de marca-passo em casos de batimento cardíaco lento, por exemplo, pode trazê-lo de volta a uma vida ativa", conta o cardiologista, Cláudio

Fuganti.

A ação social em comemoração ao Dia do Portador de Marca-passo será realizado no estacionamento do Hospital São João de Deus, hoje, de 14 às 17 horas. O evento será gratuito e aberto ao público. Para mais informações, entre em contato com a Assessoria de Comunicação do HSJD pelo telefone (37) 3229 7409.

© 2009-2016. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.