terça-feira, 29 de Setembro de 2015 09:37h Atualizado em 29 de Setembro de 2015 às 09:39h. Lorena Silva

Ainda hospitalizado, Dom José Carlos concede entrevista e diz estar se recuperando bem

Pela primeira vez após ter sofrido um infarto, no último dia 22, o bispo Dom José Carlos de Souza, que continua hospitalizado, concedeu entrevista a um veículo de comunicação de Divinópolis e falou sobre o processo de recuperação

A entrevista foi gravada pelo diretor das rádios Divinópolis AM e Candidés FM, o pároco da Paróquia de São Judas, Moacir Chagas Tavares, em visita ao bispo no último sábado.
Na ocasião, Dom José Carlos ressaltou que, apesar de ainda estar passando pela recuperação cardíaca, se sente muito bem. “O processo é de um infarto que foi socorrido em tempo bastante hábil, praticamente não há nenhuma sequela cardíaca, o coração volta às suas atividades normais aos poucos com exercício que eles acompanham. Então vai precisar de um tempo de repouso, de refreamento nas atividades, mas os laudos médicos acusam que não há nenhum tipo de deficiência cardíaca”, disse.
O bispo também aproveitou para agradecer a equipe médica e os funcionários que lhe atenderam e que cuidam dele neste momento. “Quero aqui agradecer muito a equipe médica do Hospital São Judas Tadeu que foi extremamente rápida e eficiente, os médicos, enfermeiros e técnicos, também aqui a equipe médica do Hospital São João de Deus, que tem me acompanhado nesses últimos dias”.
Para Dom José Carlos, o carinho e as preces dos fiéis também foram bastante importantes. “Também agradeço imensamente toda a comunidade católica e não católica, porque também recebi mensagens de irmãos de outras religiões que rezaram por mim nesse momento. Certamente essa prece foi importante, foi um bom e precioso remédio nesse momento”, destacou.

 

ATIVIDADES
Na oportunidade, o vigário geral da Diocese de Divinópolis, padre Paulo Sérgio, pediu para que todos continuem rezando pelo bispo e que dêem continuação às atividades da Diocese. “Acreditamos que em breve ele já estará totalmente recuperado. Durante esse tempo dele, de restabelecimento, as atividades da Diocese continuam, nas paróquias, no Conselho Diocesano de Pastoral, as atividades que já estão iniciadas, inclusive por ele, nós vamos continuar, naquilo que é possível continuar. Peço a todos que continuem nos seus trabalhos para que a Diocese não pare.”
De acordo com a Assessoria da Diocese, por determinação médica, as visitas continuam restritas aos familiares e, a partir de agora, aos padres. Os sacerdotes deverão obedecer a uma escala de visitas a ser construída pelo secretário da Cúria Diocesana, Marcos Antônio. “Pedimos que nenhum padre se dirija diretamente ao hospital sem essa agenda prévia para evitar tumultos e aglomerações. A orientação dos médicos é de que Dom José Carlos tenha o máximo de tranquilidade e repouso. Por isso, a restrição das visitas. Todos nós devemos acompanhá-lo com as nossas orações para que ele se recupere bem”, comunicou a Assessoria.

 

Créditos: Assessoria da Diocese

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.