terça-feira, 26 de Maio de 2015 11:25h Pollyanna Martins

Analistas tributários da Receita Federal irão paralisar o atendimento amanhã em todo Brasil

A paralisação será para exigir que a Receita Federal promova de forma isenta o Mapeamento de Processos de Trabalho

Os 7.900 Analistas Tributários da Receita Federal irão paralisar o atendimento amanhã em todo Brasil. A medida tem com objetivo exigir que a administração da Receita Federal promova de forma isenta o Mapeamento de Processos de Trabalho, que pretende determinar a área de atuação dos servidores do órgão. Em Divinópolis e nas sete agências da jurisdição Bom Despacho, Campo Belo, Formiga, Itaúna, Oliveira, Pará de Minas e Passos, os 33 analistas vão aderir ao movimento.
Segundo o Sindicato Nacional dos Analistas-Tributários da Receita Federal (Sindireceita), a paralisação afetará o atendimento nas unidades em geral da Receita Federal, a análise de processos de cobrança, restituição e compensação, a atividade de orientação aos contribuintes, a inscrição de contribuinte nos cadastros fiscais, inclusive de empresas no CNPJ. A regularização de débitos e pendências, a análise dos pedidos de parcelamento, as atividades relacionadas à Procuradoria Geral da Fazenda Nacional (PGFN), que são executadas nos Centros de Atendimentos da Receita Federal e a emissão de certidões negativas e de regularidade, também serão afetadas com a paralisação. 
Serão prejudicadas ainda, as revisões de declarações, atendimentos a demandas e respostas a ofícios de outros órgãos. Nos portos, aeroportos e postos de fronteira, as atividades de verificação física de mercadorias, bagagens e o controle, fiscalização, vigilância e repressão aduaneira serão também afetadas.

 

AUDITORES FISCAIS
Os Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil em Divinópolis paralisaram suas atividades ontem, pela segunda vez no mês de maio. A mobilização voltou a ocorrer, pois, a classe está insatisfeita com a indiferença do Governo em atender ao pleito da categoria. Os auditores Fiscais de todo país aderiram ao Dia Nacional sem Computador.
A escolha da data não foi aleatória. No dia 25 de maio acontece, em Fortaleza (CE), o julgamento de mais um dos suspeitos de participar da tentativa de homicídio contra o Auditor Fiscal da Receita Federal, José de Jesus Ferreira, em dezembro de 2008. Na época do crime, Ferreira era chefe da Divisão de Repressão ao Contrabando e Descaminho da Receita Federal da 3ª Região e foi baleado no rosto.
O primeiro Dia Nacional sem Computador, realizado no dia 13 de maio, movimentou o país. Diante do resultado da mobilização, esperava-se que a Administração apresentasse algum avanço, mas a Receita Federal do Brasil até o momento não progrediu em intermediar uma audiência do Sindicato com o ministro da Fazenda, Joaquim Levy. Além de não ligarem os computadores, os Auditores Fiscais da Receita Federal do Brasil em Divinópolis se reuniram ontem, às 9h, na sede da Delegacia Sindical do Sindicato dos Auditores Fiscais da Receita Federal (Sindifisco) e também na Receita Federal. Durante a mobilização, eles discutiram sobre as atribuições da Classe e também sobre o futuro do cargo.

 

 

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.