domingo, 23 de Agosto de 2015 19:18h Atualizado em 23 de Agosto de 2015 às 19:20h.

Arautos da Poesia leva a beleza dos poemas para as ruas de Divinópólis

O que começou como um biblioteca junto à uma borracharia, na cidade de Sabará, hoje é um projeto de abrangência nacional que reúne crianças e lhes ensina a arte de recitar poesias

Os Arautos da Poesia - Borrachalioteca já percorreram 13 anos de estrada, 6 recitando poesias, irão se apresentar na praça da Catedral,Como uma das grandes atrações da segunda edição da Festa Literária de Divinópolis, a Flid.


“Dentro do universo literário, poemas, poesias, sonetos e afins são forma sublime de expressão e pensar na possibilidade de ver crianças aprendendo a recitá-las, é maravilhoso. Por isso buscamos trazer os Arautos para essa edição da Flid”, comentou Daniel Bicalho, um dos idealizadores da Festa Literária de Divinópolis.


Marcos Túlio Damascena, criador da Borrachalioteca, conta que notou o interesse da borracharia de seu pai, seu Joaquim, em jornais e revistas que estavam pelo locai e teve a ideia de montar uma pequena estante com livros. Rapidamente o quantidade aumentou, principalmente com doações vindas do país inteiro, e a pequena borracharia de seu Joaquim quase não era identificada, em meio a centenas de livros.


O projeto é reconhecido em todo o país. Em 2005, seu idealizador foi agraciado com o prêmio Ecologia Humana, da instituição de ensino Colégio Augustus. Em 2007, conquistou o prêmio Viva Leitura, como Melhor Projeto de Incentivo à Leitura do Brasil, concorrendo com 1855 projetos. Em 2010, Marcos Túlio foi finalista do prêmio Bom Exemplo, da Globo Minas. No mesmo ano, a Borrachalioteca foi uma das 100 instituições mineiras contempladas como Ponto de Cultura pelo Governo Federal.


Com uma média de quase 500 visitantes por mês, e mais de 20 mil títulos, dentre literatura nacional, estrangeira, apostilas e enciclopédias, distribuídos entre suas quatro unidades, a Borrachalioteca se desdobrou em 2009, gerando o Arautos da Poesia, que reúne crianças entre 4 e 16 anos, que se dedicam de coração à poesia, e à tarefa de disseminá-la, emocionando pessoas por onde passam.


Coordenado por Águida Alves, esposa de Marcos Túlio Damascena, o Arautos leva poesia para eventos e festividades em Sabará e região metropolitana. A ação teve início em 2009, quando Águida resolveu dar vazão a uma ideia antiga. Convidou crianças da comunidade e os reuniu na sala Son Salvador. A proposta era simples: naquela pequena reunião, falariam de literatura, leitura e poesia. Os poemas que mais tocassem as crianças presentes deveriam ser decorados e declamados por eles em eventos e festividades posteriores.

© 2009-2017. Todos direitos reservados a Gazeta do Oeste. Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem autorização.